terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

ACHADO MATERIAL DA IGREJA PRIMITIVA COM A FACE DE JESUS


CÓDICES DE BRONZE

Numa gruta de Saham, Jordânia, localizada em uma colina com vista ao mar da Galiléia, foram encontrados 70 livros do primeiro século da Era Cristã que, segundo as primeiras avaliações de especialistas, contém a mais antiga representação do Cristianismo. O achado pode ser uma das maiores descobertas dos últimos tempos, pois traz relato sobre Jesus e a primeira representação do seu rosto, datada antes de 70 d.C (foto).O s livros tem a peculiaridade de serem gravados em folhas de bronze presas por anéis metálicos. O tamanho das folhas vai de 7,62 cm x 50,8 cm a 25,4 cm x 20,32 cm. Em média, cada livro tem entre oito e nove páginas, com imagens no centro e no verso de cada uma delas. Segundo Jornal britânico “Daily Mail”, um dos primeiros a divulgar o achado, 70 códices de bronze foram encontrados entre 2005 e 2007, e as peças estão sendo avaliadas por peritos na Inglaterra e na Suíça.

Fonte: Mensageiro da Paz

Veja mais sobre a descoberta no link: 
http://protestantismo.ieadcg.com.br/noticias/achado_material_igreja_primitiva_com_face_jesus.htm

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

A SÍNDROME DA SERPENTE


A VOZ DA SERPENTE:

A síndrome da serpente vem causando estragos desde o Jardim do Éden com o mesmo estigma. A sua tática é tirar o homem e a mulher do paraíso usando os mesmos ardilosos artifícios que usou com Eva e Adão: Ouvir; ver; pegar; consumir  (consumar) e com isto pecar, desobedecendo a Deus.


Quantas vezes não ouvimos a voz da serpente dizendo: “Isto não vai te fazer mal nenhum”; “Deus não vai se importar”; “Deus não quer o teu corpo, ele quer o teu coração”; “Não seja bobo (a), aproveite a vida que é curta e passageira”; o que é bonito é pra ser mostrado”; “Tu pode fazer, ninguém está vendo”; (...).
Diz um adágio popular que “A insistência é a alma do negócio”. A pessoa de tanto ser bombardeada com propagandas maléficas, por não vigiar, acaba caindo no laço da serpente.

O culto a sexualidade e a sedução propagada, já não poupam nem as crianças no vestir, no consumir, pois, já na sua tenra idade, estas inconformidades vêm deformando o seu caráter, burlando a sua inocência.
Na medida que o subconsciente vai sendo trabalhado subliminarmente, o aporte ao erro é uma questão de tempos. Porquanto, é a voz da serpente falando e nós ouvindo; é o seu dedo mostrando e nós consumindo.

Uma coisinha só não faz mal, e o pouco de fermento já levedou toda a massa (I Cor. 5:6). Neste  ínterim o  paradoxo do Éden é real, é atual, em que furtivamente ela vai depositando a sua semente maligna, para nos tirar a virtude, desobedecendo as coisas que são de Deus; e com isso nos tirar a fé, separando-nos do paraíso.
As coisas do mundo são como belas maçãs a vislumbrar os olhos dos incautos que seduzidos as consomem, pois, são doces ao paladar, mas, amargas ao ventre.

"Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo."  (I João 2 : 16)

O mundo e os seus frutos (tentações) jazem no maligno, onde Satanás, o senhor deste século, nem mesmo ao Senhor Jesus deixou de tentar (Mateus 4:1-10).


Ele está livre a rodear a terra (Jó 1:7) procurando alguém a quem possa tragar; ele tem acesso a Deus, acusando os escolhidos do Senhor (Jó 1:9-11).

"Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;" (I Pedro 5:8)

Sedem sóbrios; fiquem lúcidos, não vos embriaguem com as coisas do mundo. Vigiem, pois Satanás vos oferece com uma mão e com a outra já o está acusando diante de  Deus.

Comente:

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

A PORTA ESTREITA E O CAMINHO ESTREITO; A PORTA LARGA E O CAMINHO LARGO


QUAL É O CAMINHO QUE VOCÊ ESTÁ SEGUINDO?
A palavra da verdade na sua plenitude afirma inconteste que há "SÓ" dois caminhos, no entanto "UMA SÓ ESCOLHA". O caminhante terá que optar somente por um dos caminhos. Não há a mais tênue hipótese de estar trilhando  (caminhando) hora num ou hora noutro. Seria como se houvesse UM OUTRO CAMINHO CHAMADO "O DO MEIO", o qual não existe e nunca poderá existir porque:

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom."  (Mateus 6 : 24)

Mamom representa o deus do materialismo; o deus do dinheiro, o deus dos valores terrenos; o deus dos valores da carne. A Palavra Divina diz que o amor ao dinheiro é a raiz de TODOS OS MALES.

"Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores."  (I Timóteo 6 : 10)

O dinheiro mal usado propicia coisas que desagradam a Deus (festas indevidas, orgias e ostentação de vaidades que irão corromper as pessoas). 

A causa solene desta taxativa predição é que existe uma abissal separação de senhorios e reinos. Um caminho pertence ao criador dos céus e da terra a "Sua Excelência o Rei dos reis e Senhor dos senhores" que reina e vive para todo o sempre. A sua magnitude e glória excede ao conhecimento terreno e adentra aos mistérios de UM INCONTAMINÁVEL SENHOR DO UNIVERSO que por "SER SANTO", não admite que os seus súditos também não o sejam. Porquanto, preventivamente "Está Escrito":

"Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o SENHOR vosso Deus."  (Levítico 20 : 7)

"Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;"  (I Pedro 1 : 15)

"Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo."  (I Pedro 1 : 16)

O OUTRO CAMINHO PERTENCE AO SENHOR DAS TREVAS; o oponente direto do grande Jeová, é neste caminho que as pessoas são seduzidas pelos benefícios da riqueza no que tange a corrupção da carne e com isso a separação de Deus.

OS CAMINHOS
Há lugares com caminhos de permissividades, e lugares em que não há esta permissividade, mas também nestes pelo livre-arbítrio tem pessoas permissivas. Só a palavra de Deus pode separar o joio do trigo e o fiel do infiel. A liberdade em Cristo é transformada no coração das pessoas em libertinagem.


O coração que é imperfeito abduz na exposição do corpo, provocando a sedução, e com ela os descaminhos da corrupção.

PREVENTIVAMENTE o Apóstolo Paulo inspirado por Deus escreve a esse oportuno respeito em uma missiva que é considerada como aquela direcionada a purificação da alma e do espírito daquele que a lê e guarda o que ali é ensinado. Ele diz que NÃO DEVEMOS CULTUAR O CORPO, mas mantê-lo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus que é o nosso CULTO RACIONAL. Porque o apostolo sabia que se o corpo não estivesse sobre este regime, ele poria tudo a perder em Romanos 12:

"ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racionalE não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus".


O CAMINHO DA VERDADE QUE CONDUZ A SALVAÇÃO É ESTREITO E APERTADO
Não há como fantasiar; maquiar ou até mesmo amenizar esta única e inconfundível disposição do verdadeiro caminho que conduz a vida eterna. 

Assim nos diz o Senhor Jesus Cristo sobre quem entrará no Reino dos Céus em Mateus 7:

13  Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;

14  E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e POUCOS há que a encontrem.

15  Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

16  Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
17  Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
18  Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
19  Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
20  Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.

21  Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

22  Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?

23  E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.

24  Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
25  E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
26  E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;
27  E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda. 

A MENSAGEM DA CRUZ, O CAMINHO DA CRUZ DIFERE DO EVANGELHO QUE ESTÁ SENDO PREGADO EM LARGA ESCALA. 

Disse o Senhor Jesus: "E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me."  (Marcos 8 : 34).

Certamente não é o caminho visando o materialismo; as riquezas terrenas, mas, sim as celestes, porque Ele mesmo nos chama a atenção que deveremos ser ricos para com Deus, e que devemos buscar tesouros no céu onde os ladrões não minam, e a ferrugem e nem a traça não corroem.

SOMOS PEREGRINOS NESTA TERRA
DISSE-LHES O SENHOR JESUS "Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo."  (João 17 : 14)

DISSE-LHES AINDA MAIS: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo."  (João 16 : 33)

"Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal."  (João 17 : 15)

"Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele."  (I João 2 : 15)

HÁ UMA DIFERENÇA DAQUELE QUE SERVE O SENHOR, DAQUELE QUE NÃO SERVE O SENHOR; DAQUELE QUE ESTÁ NA PORTA E O CAMINHO ESTREITO, DAQUELE QUE ESTÁ NA PORTA E NO CAMINHO LARGO.

" Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve". (Malaquias 3:18)


                                                   QUAL É A SUA ESCOLHA?

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

O ULTIMO FOLHETO E O VALOR DE UMA ALMA

"Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos."  (Salmos 126 : 6)

É tempo de semear; é tempo de levar a preciosa semente do evangelho; de dizer que o Senhor Jesus Cristo, salva, liberta e batiza com o Espírito Santo. De dizer que pros males Ele é a cura, e que aquilo que é impossível para homem, não é impossível para Deus. Porque, tudo é possível para aquele que crer. 

Almas estão sendo ceifadas dia após dia, onde muitas delas não tiveram a oportunidade de conhecer o Deus do impossível. A depressão, os ataques das trevas às estão levando a não desejarem mais viver; de não ver mais a saída para as suas vidas, e com isso estão condenando suas almas a uma eternidade sem Deus.

É preciso levar o evangelho a toda a criatura, e dizer-lhes que o Senhor Jesus às ama; dizer-lhes que são importante para Deus; dizer-lhes que por elas o Senhor deu o seu próprio Filho para morrer um dia numa cruz, remindo assim os seus pecados; dizer-lhes que elas em Cristo tem uma oportunidade de vida eterna. Pois, suas vidas não tem valor que pague:

DISSE O SENHOR JESUS: "Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? -  Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras". (Mateus 16:26,27)

É INESTIMÁVEL O VALOR DE UMA ALMA: "Aqueles que confiam na sua fazenda, e se gloriam na multidão das suas riquezas;  Nenhum deles de modo algum pode remir a seu irmão, ou dar a Deus o resgate dele,   (Pois a redenção da sua alma é caríssima, e cessará para sempre)", (Salmos 49:6,7 e 8).


Estas preciosas almas custaram o sangue do Senhor Jesus Cristo, por isso o seu valor é inestimável, porque o sangue de Cristo não tem valor que pague.

Você, meu amigo, minha amiga, saibam que para Deus não há acepção de pessoas. Basta que se arrependam de seus pecados e aceitem ao Senhor Jesus como o seu único e suficiente Salvador e já estarão no caminho da salvação, pois, vós sois jóias raras; diamantes brutos a espera da mão do grande lapidador de almas.

 No entanto, a seara é grande e os ceifeiros são poucos, mas, não desanime; IDE E LEVAI OS ÚLTIMOS FOLHETOS.




Pregue; fale; divulgue: O SENHOR JESUS ESTÁ VOLTANDO. Por isso é hora de despertar.



ONZE ANOS SEM O PASTOR ANTÔNIO NAOLI DE SOUZA



Dia 14/02/2012, fez onze anos em que partiu prematuramente (aos nossos olhos)  aos quarenta e oito anos de idade para os braços do Senhor, o saudoso Pastor Antônio Naoli de Souza. Nesta data, o dia de sua partida à celeste pátria, ficou bem marcada, porque, também era o dia do aniversário de seu filho primogênito. Tem coisas e mistérios de Deus que não entendemos, por mais que a busquemos que só a eternidade poderá nos revelar.

O legado deixado pelo primoroso pastor atravessa os anos na memória do povo cristão. Seus atos são retratados pelos fiéis mais antigos ao citá-los expressando a saudade que sentem das visitas carinhosas que fazia as suas ovelhas, principalmente quando não ás via nos cultos semanais. Outros falam da sua simplicidade, pois se adaptava com facilidade ao ambiente visitado; igualmente, os irmãos que gostavam de uma boa pescaria relâmpago, curtida ao pé do fogo, em que o valoroso companheiro não se afastava da beira d’água por nada, cuidando das linhas espraiadas ao longo das barragens, nem mesmo nas chuvosas tempestades, pois, quando amanhecia o dia, lá estava ele alegre com as suas traíras a mostrar para os dorminhocos.

Dentre tantos outros fatos curiosos registramos que nesta data, este que vos escreve, também aniversaria, e que na data de 18/8, aniversário do saudoso pastor, também é a data de aniversário de minha filha.

Neste pequeno registro, queremos deixar a nossa lembrança, e o nosso carinho a família Danzer de Souza, na pessoa da esposa, irmã Íria, dos filhos Jetter, Tiago, Maiquel e Miquéias, bem como as suas digníssimas famílias e aos demais familiares.


    Miquéias, Naoli, Íria, Jetter, Tiago e Maiquel


                                                                  Com carinho: Luis, Marta e família Oliveira

Deixe também o seu comentário e até mesmo as suas considerações sobre o artigo em questão.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O DIA QUE FALTA NO UNIVERSO QUE A BÍBLIA EXPLICA

Cientista da NASA, a agência espacial norte americana, no inicio da década de 80, em Green Belt, Maryland, dedicaram-se a uma exaustiva pesquisa, com o uso dos mais modernos recursos da informática, para estabelecer a posição exata do Sol, da Lua e dos diversos planetas do nosso sistema solar durante o milênio.

 Harold Hill, presidente da Companhia de Engenharia Curtis, com sede na cidade de Baltimore, também em Maryland, relata a sua experiência no cargo de consultor no cargo do programa espacial daquele período:

"Precisamos destes dados para que os satélites possam serem lançados ao espaço para missões de exploração de novos corpos celestes sem que entrem em rota de colisão com  qualquer um deles. como pretendemos construir foguetes não tripulados com autonomia para muitas décadas no espaço, precisamos traçar  sua trajetória com precisão para que as gerações futuras venham a receber e a analisar os dados enviados por eles.
Nós e os cientistas da NASA descobrimos que falta um dia no Calendário Universal. Envolvido nesta pesquisa, pude presenciar uma descoberta fantástica: Falta  um dia na história do universo".

Eis como tudo aconteceu: Os engenheiros da NASA colocaram os dados para que ele determinasse a exata posição dos astros, tanto no passado como no futuro e, então, surgiu um impasse. O computador subitamente interrompeu o programa e mostrou na tela o aviso de que havia algo errado nos números que lhe serviam de base para os cálculos.

Entretanto, havia entre eles um evangélico que lhes falou sobre a história de Josué. Os engenheiros da IBM foram imediatamente chamados para verificação de um possível defeito e, após um cuidadoso exame de toda a rede de informática, garantiram que estava tudo em ordem. Foi então que este membro evangélico que fazia parte da equipe de que Josué nos textos Sagrados, certa ocasião ordenara ao Sol que parasse e, contou o episódio aos seus colegas.Ninguém acreditou, a princípio, pois todos os outros cientistas eram acostumados a fatos concretos e, assim, eles o desafiaram a provar o que dizia. Ao ser desafiado, o cientista pegou a sua Bíblia e mostrou-lhes Josué 10:12 - "Então Josué falou ao Senhor, no dia em que o Senhor os entregou os amorreus nas mãos dos filhos de Israel; e disse, na presença dos israelitas: Sol, detêm-te sobre Gibeom, e tu, lua, no Vale de Aijalom". Explicou-lhes que Josué encontrava-se rodeados de inimigos e se a noite caísse eles poderiam sobrepujá-lo. Pediu, portanto, a Deus para que o Sol parasse,e assim aconteceu, o Sol não se pôs o dia todo.

Depois depois destas explicações, resolveram colocar estes novos dados dados nos computadores para ver se realmente era este dia que faltava e, voltando no tempo, acharam uma resposta aproximada. O período que faltava no tempo por causa do pedido de Josué era de 23 horas e 20 minutos; não era portanto, um dia inteiro, conforme garantiam os computadores da NASA. Com este resultado, os cientistas, voltaram ao livro de Josué e acharam no capitulo 10 e versículo 13: "E Sol se deteve, e a Lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. (...) O Sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro". Bem, o texto bíblico confirmava que não era exatamente um dia inteiro e esse achado foi muito importante, mais ainda assim continuavam em dificuldades, porque faltavam 40 minutos e, não possível realizar cálculos para séculos futuros com esse tipo de erro.

Após algum tempo, aquele cientista evangélico se lembrou de uma outra passagem bíblica que mencionava outro episódio a respeito do Sol. Dessa vez o astro maior teria regredido no tempo. Todos ficaram atônitos e absolutamente mudos! (...) E, novamente o primeiro impulso foi de descrédito, porém, utilizando-se de um programa específico para consultas bíblicas, chegaram a seguinte texto: II Reis 20: 8 a 11 - "Ezequias disse a Isaías: Qual será o sinal que o Senhor me curará e de que ao terceiro dia subirei a a casa do Senhor? - Respondeu Isaías: Ser-te-á isto da parte do Senhor como sinal de que Ele cumprirá a palavra de que disse: Adiantar-se-á a sombra dez graus, ou os retrocederá? (...) Então disse Ezequias: é fácil  que a sombra adiante dez graus; tal, porém, não aconteça, antes, retroceda dez graus. (...) Então o profeta Isaías clamou ao Senhor e, fez retroceder dez graus a sombra lançada pelo Sol declinante no relógio de Acaz".

Ficaram quietos naquele momento. A incredulidade por causa daquilo que é concreto foi fulminadas pelas palavras de um livro milenar, muitas vezes ignorado. (...) Dez graus são exatamente 40 minutos que somados às 23 horas e 20 minutos do tempo utilizado por Josué, formam precisamente às 24 horas (um dia)  faltantes em nossos cálculos.

Texto extraído do depoimento do Dr. Harold Hill e divulgado pela Revista Plenitude nº 13.

A Bíblia Sagrada, a palavra de Deus é fiel nos seus princípios; nos seus meios e no fim que se propõe. Nada é além ou aquém dos seus enunciados, comprovando a sua essência em gênero, grau e número.

Comente; expresse a sua opinião.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

HOMENAGEM AO PR. OSMAR JUVENAL DA SILVA


AS SANDÁLIAS DO PESCADOR

Dalto de seus quase oitenta e oito anos o velho pescador contempla ao longe o mar da vida. Lembranças lhes vêm à mente das muitas jornadas missionárias, abrindo obras; pastoreando ovelhas. O tempo foi-se, e o merecido descanso chegou no aconchego da família. No entanto um novo desafio; uma nova chamada despertara o velho pescador a mais uma jornada em terra estranha. Atendendo a um convite de um grande amigo, alçou os ventos, e a sua maestra nau  aportou um dia na longínqua Alegrete. A saúde já precária lhe restringia os movimentos, porém, sempre a posto para dirigir-nos uma palavra de ensino; uma palavra de esperança, uma palavra de confiança.

Sua ultima mensagem no programa “É Hora de Despertar”, antes da partida, ainda ecoa em nossas mentes; em nossos corações. Mensagem esta em que alertava: que na disputa um só ganha e os outros perdem; mas, no objetivo coletivo, muitos ganham e um só perde (Lúcifer). Na disputa, há demarcações de territórios; há vencidos e perdedores. Porém, na união, há gozo, paz e consolação.

Nas sandálias da humildade estava sempre pronto a obedecer aos seus superiores. Não atendia a nenhum convite sem o prévio consentimento do Pastor José.

Assim veio, e assim se foi. Na sua simplicidade deixou-nos a saudade. Esperamos um dia encontrar-nos em celeste pátria, se por ventura não o for neste tabernáculo.


  A NOSSA HOMENAGEM
     
                                                                                   
Querido Pastor Osmar Juvenal da Silva: Seu legado muito embora em tão pouco tempo, não será esquecido. Nem tão pouco as sábias palavras nutridas da presença do Espírito do Altíssimo a brindar-nos na Rádio Sentinela nas tardes de sábado.


Novas gerações contemplam
o sábio pescador

Receba  nestas poucas linhas, querido mestre, o nosso reconhecimento e a nossa gratidão. Saibas,querido amigo, que sempre será o nosso "Presidente de Honra" no programa "É Hora de Despertar"; que estará em nossas memórias e em nossos corações.

       
                           Não podíamos perder a oportunidade de aprender aos
                           pés do Velho Mestre, e com carinho o homenageamos

Assim diz um sábio adágio popular: “Não são os lugares que fazem os homens, mas, os homens que fazem os lugares”. Sua história também assim o disse em tão exíguo tempo.

                                                                                                       
                                                                                          Saudades do Velho Amigo.


quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

OS GIGANTES DA BÍBLIA SÃO LEGITIMAMENTE COMPROVADOS PELA ARQUEOLOGIA

A BÍBLIA SAGRADA É A CADA DIA MAIS COMPROVADA PELA ARQUEOLOGIA

"Portanto, não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se."  (Mateus 10 : 26)

Diz a palavra de Deus que Ele não o é Deus de confusão. Que Ele não é filho do homem para que minta. A cada dia que passa, a bíblia, a palavra de Deus vem sendo confirmada. Textos bíblicos em que narravam a história de gigantes (10 a 12 metros) pareciam aos olhos dos céticos uma utopia; um conto de histórias em quadrinhos. No entanto, como podemos ver, a arquelogia os desterra mostrando-nos uma realidade extraordinariamente estonteante. Não fora atoa que dos doze espias de Israel quando os viram na terra prometida, os acharam invencíveis e só dois, Josué e Calebe afirmaram que eles poderiam serem vencidos, como o foram.

GIGANTES DE GRANDE ESTATURA (Acima de 10 metros)

Assim está Escrito: 

"Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos."  (Números 13 : 33)

"Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama."  (Gênesis 6 : 4)

GIGANTES DE MENOR ESTATURA

"Porque só Ogue (provável 3,60 metros) , o rei de Basã, restou dos gigantes; eis que o seu leito, um leito de ferro, não está porventura em Rabá dos filhos de Amom? De nove côvados (cerca de 4,05), o seu comprimento, e de quatro côvados (cerca de 1,80 metros), a sua largura, pelo côvado comum."  (Deuteronômio 3 : 11) 

"E o restante de Gileade, como também todo o Basã, o reino de Ogue, dei à meia tribo de Manassés; toda aquela região de Argobe, por todo o Basã, se chamava a terra dos gigantes."  (Deuteronômio 3 : 13)

"Então saiu do arraial dos filisteus um homem guerreiro, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo (2, 95 mts) ."  (I Samuel 17 : 4)

"(Os emins dantes habitaram nela; um povo grande e numeroso, e alto como os gigantes."  (Deuteronômio 2 : 10), "Também estes foram considerados gigantes como os anaquins; e os moabitas os chamavam emins."  (Deuteronômio 2 : 11).




Nos finais dos anos 50 durante a construção de uma estrada no sudeste da Turquia, em Homs e Uran-Zohra no Vale do Eufrates, região próxima de onde viveu Noé após o dilúvio, foram encontradas várias tumbas de gigantes. Elas tinham 4 metros de comprimento, e dentro de duas estavam ossos da coxa (fêmur humano) medindo cerca de 120 centímetros de comprimento. Calcula-se que esse humano tinha uma altura de aproximadamente 4 metros e pés de 53 centímetros. Uma cópia do osso (fotos abaixo) está sendo comercializada pelo Mt. Blanco Fossil Museum na cidade de Crosbyton, Texas, EUA, ao preço de 450 dólares.


Deixe o seu comentário; repasse estas informações; divulgue que a verdade bíblica é uma inconteste realidade.



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

ARQUEOLOGIA: UM DOS MAIS COMPLETOS DOCUMENTÁRIOS DA TRAVESSIA DO MAR VERMELHO PELO POVO ISRAELITA

A TRAVESSIA DO MAR VERMELHO PELO POVO ISRAELITA

As evidências arqueológicas confirmam as narrações bíblicas da saída do povo israelita do Egito rumo a terra prometida.



Um belo vídeo.



Acesse e veja um dos mais completos documentários da Web sobre esta epopeia do povo Hebreu. As narrativas; a rica exposição do assunto pelo autor da página, com toda a certeza, valerá a pena clicar no link abaixo e navegar no passado pelos indícios do presente. Boa viagem nos anais da história bíblica.

http://tempodofim2.tripod.com/Exodo.htm



PERITOS CONFIRMAM AUTENTICIDADE DA URNA FUNERÁRIA DE TIAGO, IRMÃO DO SENHOR JESUS


PERITOS FINALMENTE ADMITEM AUTENTICIDADE DE FRASE NA URNA DE TIAGO


Objeto era alvo de divergências no meio acadêmico por causa da inscrição "Tiago, filho de José e irmão de Jesus"





Durante os últimos oito anos, a urna funerária atribuída ao apóstolo Tiago, irmão de Jesus, que data do primeiro século da Era Cristã, foi alvo de divergências no meio acadêmico por causa da inscrição "Tiago, filho de José e irmão de Jesus". Especialistas se dividiam em relação à autenticidade da última parte da inscrição ("...e irmão de Jesus"), que, se considerada autêntica, provocaria mais um duro golpe no equivocado ensino mariolátrico do catolicismo romano de que Maria, mãe de Jesus, não tivera outros filhos além do Messias. As discussões se avolumaram tanto que, em janeiro de 2005, foi às raias dos tribunais, com a decisão saindo definitivamente no final de outubro próximo, quase seis anos depois: a inscrição da Urna de Tiago é totalmente autêntica, datada mesmo do primeiro século, isto é, da mesma época da urna.


O juiz Aharon Farkash, responsável pelo processo, foi quem deu o veredicto em favor da autenticidade do artefato, depois de ouvir todos os argumentos levantados pró e contra a autencidade.


A Urna de Tiago foi revelada ao mundo em 2002 pelo engenheiro judeu Oded Golan, um homem de negócios. Logo foi reconhecida a datação da urna como sendo do primeiro século. O problema era a inscrição "Tiago, filho de José e irmão de Jesus". Esses dizeres causaram alvoroço por colocar em xeque o dogma católico da virgindade perpétua de Maria



Engenheiro e Judeu Oded Golan
Também engenheiro em Tel Aviv e colecionador de antiguidades de Israel, Golan disse que adquiriu o artefato em meados dos anos 70, de um comerciante de antiguidades de Jerusalém, por cerca de 200 dólares. Mas, em dezembro de 2004, ele foi acusado por peritos céticos de falsificar a inscrição e a Justiça local interferiu no caso, que se arrastou até outubro de 2010, quando, depois de ouvir as objeções à autenticidade, feitas inclusive por membros da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA), o juiz Aharon Farkash chegou à conclusão de que a teoria da falsificação da inscrição era indefensável.



Como foi o julgamento

Nesses mais de cinco anos em que o processo tramitou nos tribunais, foram ouvidos alguns dos maiores peritos em antiguidades do mundo, com a ação se estendendo por 116 sessões, tendo sido ouvidas 133 testemunhas e produzidas 12 mil páginas de depoimentos.

Durante esse período, especialistas da IAA tentaram desqualificar o ossuário, mas terminaram sendo convencidos de sua autenticidade.

Os argumentos da pesquisadora israelense Rochelle Altman, professora da Universidade Hebraica de Jerusalém, e do professor norte-americano Paul Flesher, da Universidade de Wyoming, contra a autenticidade do final da inscrição foram derrubados. Venceu a argumentação de especialistas como André Lamaire, da Universidade de Sorbonne, na França, respeitado por sua experiência em inscrições do período bíblico e que contou com a ajuda de um especialista judeu em paleografia para analisar o ossuário, desarticulando a opinão de Altman e Flesher. "Eu não encontrei a separação do texto em duas partes, como Altman aponta. Se a pessoa observar com cuidado para uma boa fotografia, verá que as letras têm a mesma forma em ambos os trechos. A evidência mencionada é realmente mais comum nos dialetos do segundo ao sétimo séculos da Era Cristã, mas isso não exclui o primeiro século. Há provas arqueológicas de que o sufixo 'wy' aparece antes do segundo século, e um dos melhores exemplos aparece exatamente em outro ossuário do primeiro século. Entendo muito bem o medo de que a inscrição seja forjada, mas o ossuário se encaixa perfeitamente no que se sabe sobre estilo, língua e artesanato da época", conclui Lamaire.



Os geólogos judeus não encontraram na inscrição indícios do uso de pigmentos ou ferramentas modernos, nem qualquer outro sinal de adulteração. A participação de peritos em testes de Carbono-14, Arqueologia, História Bíblica, Paleografia (análise do estilo da escrita da época), Geologia, Biologia e Microscopia converteu o tribunal israelense em um palco de seminário de doutorado. No final, Golan, que era acusado de criar uma falsa pátina (fina camada de material formada por micro-organismos que envolvem os objetos antigos), foi inocentado, já que o perito judeu da própria IAA, Yuval Gorea, especializado em análise de materiais, admitiu que os testes microscópicos ratificaram que a pátina onde se lê "Jesus" é do primeiro século mesmo.



Com essa definição da autenticidade da inscrição, pode-se dizer agora, sem sombra de dúvida, que a comunidade científica está muito provavelmente diante da primeira menção epigráfica de Jesus de Nazaré, datada de cerca de 63 d.C.



O especialista em Arqueologia pela Universidade Hebraica de Jerusalém, Rodrigo Pereira da Silva, que também exerce o cargo de professor do Centro Universitário Adventista de São Paulo, afirma que o resultado era mais do que esperado pela força das evidências apresentadas já na época do anúncio da descoberta. "A Paleografia mostrou que as letras aramaicas eram do primeiro século. A primeira e a segunda partes da inscrição têm a mesma idade. E o estudo da pátina indica que tanto o caixão quanto a inscrição têm 2 mil anos". Em 2009, o estudioso teve a oportunidade de segurá-la, quando o artefato já era mantido no Rockfeller Museum, em Jerusalém.



"Essa é a mais importante descoberta arqueológica do primeiro século a respeito de Jesus nos últimos mil anos. Claro que sem ela já tínhamos evidências abundantes da veracidade histórica dos Evangelhos, mas essa derruba quaisquer dúvidas que alguém incrivelmente ainda possa ter", declarou o teólogo norte-americano Norman Geisler, doutor em Teologia e Filosofia, autor de mais de 70 livros e professor de Apologética e Teologia no Seminário Evangélico Veritas. Ele é autor da obra Teologia Sistemática, lançada recentemente pela CPAD.




Especialistas europeus confirmaram a autenticidade da inscrição do ossuário, rachado no transporte de Israel ao Museu Real de Ontário, no Canadá

Além da Bíblia Sagrada, outras referências históricas a respeito de Jesus estão no clássico do primeiro século da Era Cristã História dos Hebreus, do judeu Flávio Josefo (contemporâneo dos apóstolos Paulo, Pedro, Tiago e João), publicada no Brasil pela CPAD, e também em outros registros de escritores pagãos. Entre esses pagãos, o primeiro a fazer menção ao nazareno foi Talo, o Samaritano, em sua obra Crônica, que os estudiosos acreditam ter sido escrita originalmente em 50 d.C.. O segundo foi Tácito, que viveu entre os anos 55 e 117 d.C., e que, ao escrever sobre o incêndio em Roma, ocorrido em 64 d.C., cuja responsabilidade pela tragédia foi atribuída aos cristãos pelo imperador Nero, revela detalhes anotados nos Evangelhos sobre a vida de Cristo e a existência de cristãos na alta sociedade romana, o que ratifica também o testemunho do apóstolo Paulo, que menciona em sua carta aos Filipenses a existência dos "santos na casa de César" (Fp 4.22).



O escritor latino Suetônio, em sua obra "Vida de Cláudio", escrita originalmente no primeiro século, cita a repercussão em Roma das atividades de Jesus na Judéia, só que erra a grafia referente ao Messias, chamando-o de "Cresto" em vez de "Cristo". Plínio, o Jovem, que viveu de 62 d.C. a 114 d.C., ao consultar o imperador Trajano sobre que tratamento seria dispensado aos cristãos da Bitínia, cita várias vezes o nome de Cristo como um personagem histórico. Não menos importante, o Talmud babilônico, que remonta o 4o século, menciona Jeshu há-Nostri (Jesus de Nazaré), seus discípulos e até a sua morte durante a Páscoa.



Evidências de que a urna é do irmão de Jesus

É bom lembrar que nunca houve entre os especialistas dúvida quanto à autenticidade histórica da urna, mas apenas quanto à autenticidade de apenas um trecho da inscrição, e que é justamente a dúvida que caiu por terra agora.



Quanto à autenticidade histórica da urna, ela foi facilmente constatada porque, em primeiro lugar, a Arqueologia revela que câmaras mortuárias como a que foi descoberta eram utilizadas geralmente por famílias judias no período entre 20 a.C. e 70 d.C., a fim de depositar os restos mortais dos entes queridos. O historiador Flávio Josefo (37-100 d.C), que foi contemporâneo do apóstolo Tiago, irmão de Jesus, confirma a informação. E em segundo lugar, durante o processo de análise da urna em 2002, foram realizados testes geológicos e paleográficos cujos resultados mostraram que o achado tinha mais de 19 séculos e era feito de calcário da região de Jerusalém. As investigações sobre a autenticidade da urna, que pesa 25 quilos e mede 50 centímetros de comprimento por 25 centímetros de altura, foram conduzidas à época por renomados cientistas da Geological Survey of Israel. Os geólogos do governo israelense analisaram a caixa em setembro de 2002 e concluíram que ela remonta o ano 63 d.C., exatamente a mesma data da morte de Tiago.



André Lamaire destaca que a probabilidade de o Tiago do ossuário ser o irmão de Jesus é imensa, porque, segundo ele, das centenas de ossuários do mesmo período encontrados com inscrição em aramaico, apenas dois continham menção a irmãos. Por essa razão, os estudiosos acreditam que o irmão só era citado se fosse alguém importante. "Tiago (Ya'akov), José (Yosef) e Jesus (Yeshua) eram nomes comuns na antiga Jerusalém. Mas, naquela época e lugar, das cerca de 40 mil pessoas que ali habitavam, estima-se que só podem ter existido em torno de 20 Tiagos com irmãos chamados Jesus e filhos de um José. E é improvável que tenha havido mais de um Tiago com um irmão importante o bastante para ser mencionado no ossuário", argumentou o cientista, acrescentando: "É muito provável que este seja o ossuário do Tiago do Novo Testamento".



John Noble Wilford, em matéria sobre o ossuário de Tiago para o jornal The New York Times, já destacava em 2002 a força irresistível dessa argumentação. "O Tiago da urna poderia ter sido qualquer um, mas a continuação da inscrição diminui tremendamente as possibilidades. Primeiro, porque, seguindo uma prática da época, seu pai está identificado e, no caso, é um José. Raro, no entanto, seria o nome de um irmão do morto ser acrescentado à inscrição, salvo se o irmão fosse alguém proeminente. O apóstolo Tiago pode ter desejado proclamar pela última vez seu parentesco com Jesus".



Wilford ainda lembra que "a probabilidade estatística de os três nomes ocorrerem nessa combinação específica é mínima. Provavelmente, ao longo de duas gerações do primeiro século em Jerusalém, não mais do que 20 pessoas poderiam se identificar como 'Tiago, filho de José e irmão de Jesus' e poucos destes seriam enterrados em um ossuário com inscrições".



Agora, com a confirmação da autenticidade da inscrição da urna, ficou ainda mais comprometido o dogma da virgindade perpétua de Maria, proclamado pelas lideranças eclesiásticas da Igreja Católica Romana desde 431 d.C., e estabelecido nos anos de 1125, 1311 e 1854. Segundo a Palavra de Deus, esse ensino é falso (Mt 12.46, 13.55-56; Mc 3.31; Lc 8.19; Jo 7.3,5,10; At 1.14; 1Co 9.5 e Gl 1.19). A interpretação forçada dos romanistas de que a expressão traduzida em algumas dessas passagens como "irmãos" no original é extensiva a primos não se sustenta diante de passagens como Mateus 1.25 e Lucas 1.36. Sobre o relacionamento entre Maria e José, o apóstolo Mateus diz o seguinte: "Porém não a conheceu, enquanto não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus". Note o "enquanto", que sugere que, depois de Maria dar à luz Jesus, passou naturalmente a relacionar-se sexualmente com seu marido. E o doutor Lucas, por sua vez, utiliza o termo próprio para referir-se a primos quando menciona Isabel, prima de Maria, enquanto que, em outra passagem do mesmo livro, o termo que ele utiliza no original grego para se referir aos irmãos de Jesus é diferente. O escritor distinguiu bem as expresões.



Agora, diante da confirmação da autenticidade da Urna de Tiago, a Igreja Católica Romana está adotando a crença da Igreja Ortodoxa de que José teve outros filhos de outro casamento anterior ao casamento com Maria, de maneira que Tiago e os demais irmãos de Jesus teriam sido seus meio-irmãos por parte de pai, e não filhos de Maria. O que não se faz para manter intacto um dogma mesmo quando ele se choca frontalmente com o relato bíblico, não é mesmo?



Quem quiser conhecer "in loco" o ossuário de Tiago, avaliado em 2 milhões de dólares, ele está em exposição no Royal Ontario Museum, no Canadá, desde 2002.



Fonte: Mensageiro da Paz.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

RESGATANDO OS MAIS BELOS CORINHOS DE LOUVOR


QUEM NOS FARÁ OUVIR AS COISAS ANTIGAS?


- Use-me a mim Senhor.
- Use a todos aqueles que estiverem lendo este singelo texto; e que ouvindo os louvores; lendo a Sua palavra, possam ser mais um arauto a divulgar que Senhor é o mesmo; que o Senhor não muda, e que não mudará jamais


Fazei-nos ouvir as coisas antigas; falar das coisas antigas; resgatar as coisas antigas, pois foram elas são as precursoras do Evangelho de Cristo.

O evangelho do Senhor Jesus Cristo está nas coisas simples, puras, nas coisas pacificas ofertada com amor, e isto é como um cheiro suave que sobe ao Trono do Altíssimo.

Resgatar, a pureza, a inocência e o verdadeiro louvor são uma dádiva divina que devemos buscar com zelo. Não procurando méritos de exaltação do homem, mas exaltar sim, a “Aquele” que vive e reina para todo o sempre.

Abrir os olhos do povo que se chama pelo seu nome é o verdadeiro dever de todo aquele que um dia almeja morar em celeste pátria

ASSIM DISSE O SENHOR JEOVÁ PELA BOCA DE ISAIAS:

Trazei O POVO CEGO, que tem olhos; e OS SURDOS, que têm ouvidos.
Todas as nações se congreguem, e os povos se reúnam; QUEM DENTRE ELES PODE ANUNCIAR ISTO, E FAZER-NOS OUVIR AS COISAS ANTIGAS? Apresentem as suas testemunhas, para que se justifiquem, e se ouça, e se diga: VERDADE É.
10  Vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR, e meu servo, a quem escolhi; PARA QUE O SAIBAIS, E ME CREIAIS, E ENTENDAIS QUE EU SOU O MESMO, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá.
11  Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há Salvador.
12  Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR; eu sou Deus.
13  Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; AGINDO EU, QUEM O IMPEDIRÁ? Isaias 43


Obs: Os hinos aqui expostos são de propriedade da sua autora. A ela seja dado todo o crédito.





SELEÇÃO DE CORINHOS PARTE 2


SELEÇÃO DE CORINHOS ANTIGOS PARTE 3