terça-feira, 30 de julho de 2013

QUE QUERES QUE EU TE FAÇA? - "SENHOR QUE EU VEJA"!

Figura apenas ilustrativa
Certa noite estávamos sentados na velha cozinha do sítio; conversa vai, conversa vem, até que em um determinado momento surge na porta que dá para os fundos do pátio uma criatura das trevas. Assim como veio, assim se foi.

Olhamo-nos, e a pergunta foi a mesma: "Você viu o que eu vi?" - vi!

Levantamo-nos, já repreendendo o indesejado, mas ele tomou rumo incerto e não o vimos mais naquela noite.

Por uma permissão divina vimos com a visão literal aquilo que é espiritual.

Ora, bem sabemos que o mundo literal é regido pelo mundo espiritual. Há o deus deste século com os seus anjos decaídos o qual comanda os valores materiais segundo a carne, e Aquele que comanda com Cristo e seus anjos todo o que é nascido da água e do Espírito.

Um tem os seus anjos para atacar os escolhidos e o Outro também tem os seus anjos para proteger os atacados.

Nós como escolhidos temos que fazer uma escolha do seguir a Deus ou a *mamom; porque, ninguém pode servir a dois senhores (Mateus 6:24). 

*mamom: deus do materialismo (valores terrenos, dinheiro).

A SEGUNDA VISÃO
A percepção e o conhecimento que nos leva ao discernimento espiritual é um dom que vem do Senhor pelo seu Santo Espírito.

Porquanto, é preciso crescer na graça e no conhecimento para termos o entendimento da profundidade do amor divino no plano da salvação pelo Senhor Jesus Cristo. Esta é a segunda visão, que está muito além do vermos as figuras do mundo espiritual.

Ora, o amor do Pai foi de tal maneira que não se pode medir e nem enquadrar. As coisas do Senhor excede o conhecimento humano, mas, aquilo que o olho não viu e os ouvidos não ouviram são estas coisas que estão reservadas para todo aquele que "O" segue e "O" busca.

O buscar está no verbalizar pelo clamor, pela adoração, pois ao profeta Jeremias lhe fora dito que clamasse, e Ele lhe mostraria coisas grandes e firmes que ele ainda não sabia.

Já o seguir, vai muito além do clamor, pois adentra no temor e na obediência as coisas do Senhor. Fazer a vontade de Deus é o que nos trará a comunhão, e com ela a segunda visão.

Quem não nascer da água e do Espírito não pode ver o reino de Deus!

Aquele que nasceu da água pela lavagem da água pela palavra (limpos pela palavra), ainda é preciso nascer Espírito para entrar no reino de Deus. Só sendo guiado pelo Espírito, muito embora não o vendo literalmente, nem sabendo de onde vem e nem para onde vai, mas ouvindo a sua voz e o obedecendo em todo o seu mandado.

Só tendo uma completa MUDANÇA DE MENTE para sermos transformados e a SEGUNDA VISÃO ativada.

ROMANOS 12:1  ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
2  E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Não é por pouco, que muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos. Para tal fato nós teríamos que estarmos subindo (progredindo) do carnal para o espiritual.

No entanto, há uma triste realidade: Nós estamos descendo (regredindo) do espiritual para o carnal. O amor às coisas que são de Deus está esfriando e a apostasia está chegando.

A cada dia que passa a diferença que existia em tudo daquele que o era para fazê-la, tristemente está ficando igual aos iguais no mundo. O difícil não é ser igual entre os iguais, mas sim diferente entre os iguais.

Porquanto, o deus deste século está cegando o entendimento e matando a fé; está acarreando milhares para o seu reino:

"Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus."  (II Coríntios 4 : 4)

QUE QUERES QUE EU TE FAÇA? - "SENHOR QUE EU VEJA"!
Uma coisa pedi a Deus e a buscarei, que eu possa morar na casa do Senhor para todo o sempre. Que Ele possa abrir os nossos olhos para vermos muito além do óbvio.

Que tire a nossa cegueira como um povo que é cego, mas tem olhos; que é surdo, mas tem ouvidos. PARA QUE POSSAMOS VERMOS PELOS OLHOS DA FÉ  que é na verdade a segunda visão (para alguns é a terceira).

Os nossos olhos está a cada dia mais se fixando no materialismo; no ímpio prosperando e nós não.

Que não estejamos honrando ao Senhor só com os nossos lábios, onde o nosso coração está longe Dele, seguindo preceitos de homens aos quais nesta última hora temos aprendido.

CONSTATAÇÃO
A cegueira espiritual atinge o entendimento, e o pior cego é aquele que não quer ver.

OUVE A NOSSA ORAÇÃO Ó SENHOR
Esteja atendo ao clamor do seu povo que lhe ama e lhe adora, ó grande Senhor dos céus e da terra.

domingo, 28 de julho de 2013

A CRUZ VERGADA

Ao longo dos séculos os ciclos involutivos permearam as supostas novas visões para um velho evangelho.

As últimas ditas novas visões como a Teologia da Libertação e o evangelho humanista da Prosperidade reverberaram nas benesses materialistas para a satisfação pessoal e momentânea.

Os atrativos aludem ao engodo do bom vivam, que é a isca certa para o momento incerto. Como dizem: "Para se pegar um bom peixe, nada melhor do que uma boa isca".

Novas visões sempre foram os atrativos daqueles que não querem pagar o preço pelo produto, mas querem usufruir dos benefícios dele.

Os atalhos e os meios termos corroboram com a velha propaganda da "Lei de Gérson". Outrossim, quem não lembra do velho trocadilho televisivo do : "Eu sou, mas quem não é?".

Maquiar a maçã desperta o consumo, mesmo que o seu sabor não seja o requerido no seu teor e na sua essência.

NÃO HÁ EVANGELHO SEM CRUZ
O apóstolo Paulo escrevendo aos Gálatas veio admoestar ao povo cristão que não há um outro evangelho diferente daquele professado pelo Senhor Jesus Cristo:

"Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema (maldito)."  (Gálatas 1 : 8)

"Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema."  (Gálatas 1 : 9)

Doutra feita escrevendo aos Coríntios a palavra é a mesma:

"Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis."  (II Coríntios 11 : 4)

Como bem vemos no decorrer dos séculos sempre ouve arautos de uma nova visão, fazendo discípulos, e encaminhando sofredores vilipendiados em seus valores, sejam eles espirituais ou até mesmo materiais.

Não há evangelho sem cruz, nem vitória sem luta. O evangelho é para transformar o homem carnal e materialista em um homem espiritual, amoroso com o seu próximo e com o seu Deus.

AS CAUSAS SOCIAIS E AS BENESSES MATERIAIS
Estão inter-relacionadas com o BUSCAR ANTES as coisas do reino dos céus e a sua justiça e AS DEMAIS COISAS vos serão acrescentadas.

Nada pode ser diferente do evangelho de Paulo, Pedro, (...), no qual o Senhor Jesus Cristo passa a régua e despacha o pacote: "Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito (João 15:7).

Podemos até ter a nossa ideologia, mas de maneira nenhuma encaixa-se nela a perfeita loggia divina.

A CRUZ VERGADA
Queremos tirar tantas coisas da cruz, que nela não tem; queremos transformá-la, tirar o seu peso e até mesmo encurtá-la nas suas medidas, que até se o madeiro tivesse vida própria, teria lhe caído os braços de desânimo ao ver um povo tão desprovido do conhecimento das Escrituras e do pode de Deus.

A MENSAGEM DA CRUZ
Nunca deve ser esquecida, pois nela está o segredo da vitória ou da derrota. Que o Senhor possa a nos ajudar a reconhecer aquilo que procede do que não procede.

A mensagem da cruz sempre foi e será para a remissão de pecados e a conseguinte salvação de almas. Fora disso fica a cargo de especulações do uso da cruz para esta vida, e do nome do Senhor fora da Sua vontade.

"Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens."  (I Coríntios 15 : 19)





quarta-feira, 24 de julho de 2013

O INVERNO MORDAZ

Depois de um verão escaldante, venho o inverno enregelador e mordaz. Até a alma dantes acolhedora, agora gélida aos extremos, ameaça a estrutura óssea ao caos.

As mãos no seu trabalho perderam a a habilidade, e os pés nos seus caminhos tomaram os mesmos rumos das obras das mãos.

 Aquele inverno parecia-lhe que jamais passaria. As noites eram longas, insones e perspicazes. As coisas do jeito que iam prenunciavam um destino indócil.

No entanto, havia uma esperança, a primavera por mais que tardasse, ela um dia viria, e aquele duro inverno teria o seu fim.

A temperatura aos poucos subiria; as flores de todas as matizes lançariam os seus perfumes; os pássaros abririam o seu rico repertório e os sonhos seriam embalados nos acordes desta melodia.

O amor, o amor voltaria a fluir; a amizade, a união inebriaria os corações, e uma nova vida ao lume do sol da justiça escreveria uma nova história.

O que era, já foi; e o futuro a Deus pertence.

O INVERNO ESPIRITUAL
Quantos de nós não só estão no inverno dos invernos, mas também no inverno espiritual de suas vidas?

Quantos de nós não somos mais aquecido pela gentil presença da Sua Excelência o Espirito Santo?

Quantos de nós já abandonamos a oração, o jejum e a obediência a palavra?

Assim como veio no fervor, no gelume Ele partiu. Foi embora triste, mas um dia espera ser lembrado; ser buscado e por fim ser adorado.

A PRIMAVERA
Que todos nós possamos avaliarmos os nossos frutos e com isso podermos medir o quanto estamos longe ou perto do Senhor.

Se Deus está conosco, os sinais também estarão nos seguindo. Almas estarão sendo transformadas; conversões verdadeiras estarão aos pés do Senhor Jesus Cristo; batismos com o Espírito Santo surgirão ao nosso derredor, e com tudo isso as libertações e curas fluirão como um rio de águas vivas.

Se nada disso estiver acontecendo, algo está errado e não estamos nos dando conta disso. O Senhor não muda, nós é que mudamos. Nós é que afastamos o Seu Espírito de nossas vidas.

Há um tempo determinado por Deus para todas às coisas, e o tempo Dele já está chegando para todo aquele que Nele crê.

A primavera vai chegar e um novo templo irá ser construído, para que a glória da segunda casa seja maior do que a da primeira.

Um cântico de vitória será entoado de nossos lábios em um coral de vozes uníssonos da mesma fé e nas mesmas obras dela.

Que o Senhor possa abençoar a todos nós, sendo cheios do seu Espírito e aquecidos pela sua presença.

sábado, 20 de julho de 2013

COMO SER DIFERENTE SE O MUNDO É DE IGUAIS?

Como ser diferente em um mundo de iguais? O que faz a diferença é o que é diferente (no bom sentido é claro) contrapondo com a igualdade de então.

Somos todos iguais diante de Deus, mas perante ao mundo somos diferentes dele. O que chama a atenção na posição e na figura é aquele que luta por ideal além da igualdade genérica.

Na igualdade do mundo há competições e individualismos. O ser alguém é mais importante do que o ter o alvo da fé (Jesus Cristo).

Quem tem ao Senhor Jesus Cristo não compete, mas sim se irmana, e isto é o que trás a igualdade coletiva no não vivo mais eu, mais Cristo vive em mim. No não sou mais eu, mas ELE É e vive em mim.


Ser individualista atrelado está a vaidade, mas aquele que é coletivo usa os caminhos da humildade.


Herdamos os biotipos dos vizinhos, pois é o que está na moda igualitária. Porquanto, o que rege moda versa e tergiversa, reina e arrebata.

O ser diferente está em busca da glória que não é ofuscada pelos refletores da moda (mídia), momentânea, passageira, mas aquele tem um alvo que está muito além do visual.

A sua coroa ESTÁ NO QUE NÃO VÊ, não está neste mundo e nem na rebeldia dele, mas guardada em celeste pátria para o dia de Sua Vinda (de Jesus Cristo).

Correr a carreira da fé está mais para os tempos do apóstolo Paulo. Nos tempos de agora a corrida é bem outra.

Perdemos o foco, perdemos a identidade e o alvo. Infelizmente alguns rumos da pretensa ideologia quer aplicar a Banalogia para acomodar a Gregos e Troianos em uma teologia materialista.


Os heróis da fé de Hebreus 11, nos dias de hoje, morreriam em vão. Porquanto, fizeram a diferença em um mundo de iguais. Suas vidas não tiveram por preciosas, mas combateram o bom combate e guardaram a fé.


O certo é que o mundo passa e a sua concupiscência, mas os que amam e obedecem ao Senhor, fazem a diferença e permanecem para sempre como povo Seu, diferente, zeloso e de boas obras.

Porquanto, cadê a glória dos muitos, se a operação do Senhor Jesus Cristo está no choro de poucos?


Observação: Se tudo o que segundo a palavra pregamos estiver errado, o nosso caminho é o do reino do inferno, e de todos os demais o será por ventura o reino dos céus. No entanto, o contrário devia ser pensado nem que fosse por uma reles chance de ser a verdade salvífica e estar na diferença dos diferentes; e com isso a condenação de muitos e a redenção de poucos?


Pensem bem, ainda é tempo de pensar para mudar de atitudes enquanto ainda dá (Ler com cuidado Isaías 43)


sexta-feira, 19 de julho de 2013

JESUS CRISTO E O MAGNIFICO MEGAPROJETO PARA A ETERNIDADE

Versa na historiologia bíblica magnificas epopeias de grandes homens do Senhor que dedicaram suas vidas para "O" servi-lo  guiando o seu povo conforme a Sua vontade.

O Patriarca Abraão é um marco no caminho da fé, onde ao ouvir a voz do Senhor saiu da sua terra, do meio da sua parentela, sem saber para onde ia. Nele, cumpriu-se a promessa de ser o pai de uma grande nação, e também por ele seriam benditas todas às famílias da terra.

Moisés foi o encarregado de tirar do cativeiro do Egito a nação israelita, após séculos de servidão.

No tempo dos juízes, quem não lembra de Sansão e da sua extraordinária força e coragem? - Do grande juiz, profeta e sacerdote Samuel?

Quem não lembra do rei Davi e da saga das suas suas guerras em defesa do povo, e do seu território?

Da sabedoria do rei Salomão; do Livro de Cantares; dos seus provérbios e do Livro de Eclesiastes?

Todos estes grandes homens de Deus tinham às suas características peculiares, às quais marcaram a sua história e deixaram o seu legado no Livro dos livros.

No entanto, humanamente, todos eles tiveram às suas falhas. Nós, somos falhos, mas haveria Um que não falharia jamais. Neste, cumprir-se-ia todas às Sagradas Escrituras. Ele guiaria espiritualmente para todo o sempre, a grande congregação divina de todas às nações da terra, para a vida eterna no seu Santo nome.

JESUS CRISTO DE NAZARÉ E O MAGNIFICO MEGA PROJETO PARA A ETERNIDADE
Das pranchetas da Trindade surgiria algo muito além da imaginação humana. O Senhor, pela Sua excelência, resgataria pelo Seu amado Filho Jesus Cristo, a humanidade perdida desde Adão.

Em um ato de amor, por Sua graça, magnitude e poder, projetou a regeneração e a reconciliação daqueles que eram irreconciliáveis por si mesmos para com Ele.

Para tal intento, era preciso reordenar a índole pecaminosa humana. Todos aqueles que Nele cressem, teriam internamente suas vidas transformadas, aprumadas e santificadas para às Bodas com o Cordeiro.

Neste mega projeto, precisaria mais que a força física de Sansão, por parte daqueles os quais receberiam o aval para serem escritos no Livro da vida. Eles precisariam através da fé, doarem-se de espírito, alma e corpo a Aquele que os daria o passaporte para a vida eterna.

No entanto, nos é facultativo conhecer o perfil do grande Senhor e os detalhes construtivos intrínsecos a esta edificação.

Como referência aos nossos escritos, com base bíblica é que postaremos um grande textos de um dos renomados escritores brasileiros, Augusto Cury, no Livro O MESTRE DOS MESTRES, Jesus, O MAIOR EDUCADOR DA HISTÓRIA (página 104):

As biografias de Cristo revelam que ele não objetivava reformar o ser humano, mas PROMOVER UMA TRANSFORMAÇÃO EM SEU INTERIOR, reorganizar intrinsecamente a sua CAPACIDADE DE PENSAR e viver emoções.

Ele pretendia PRODUZIR UMA NOVA PESSOA. Uma pessoa SOLIDÁRIA, TOLERANTE, que supera as ditaduras da inteligência, que se vacina contra a PARANOIA DO INDIVIDUALISMO, que aprende a COOPERAR MUTUAMENTE, que aprende a SE CONHECER, que CONSIDERA A DOR DO OUTRO, que aprende a PERDOÁ-LO, que se INTERIORIZA, que se REPENSA, que se COLOCA COMO APRENDIZ diante da vida, (...).

Creio (diz ele) que NUNCA alguém teve um PROJETO TÃO AUDACIOSO E AMBICIOSO COMO O DELE. Antes existiram algumas escolas na Grécia. A  academia de Platão, o liceu de Aristóteles, as escolas pós-socráticas. Porém, nenhum possuía um PROJETO AMBICIOSO E INSTIGANTE como a ESCOLA DA EXISTÊNCIA DE CRISTO.

É difícil de deixar de reconhecer a DIMENSÃO DO SEU PROPÓSITO e como era um MESTRE ESPECIALISTA em DESENGESSAR A INTELIGÊNCIA das pessoas que conviviam com ele.

Ao investigá-lo, concluímos que ele não queria melhorar o ser humano, mas MUDAR A SUA NATUREZA INTRÍNSECA (Mateus 23:26-27).

EM RESUMO:
A excelente exposição textual nesta obra literária do autor citado, ressalta que a grande maioria humanidade está engessada na sua inteligência, no seu modo de pensar; que ela olha especificamente para o eu mesmo, e que o próximo na maioria das vezes passa-lhes desapercebido.

Isto vem corroborar com a palavra divina a qual relata drasticamente que esta parte da humanidade está coberta pelas trevas no seu entendimento: 

"Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;"  (Efésios 4 : 18)

Porquanto, quem não nascer de novo; quem não nascer da água e do Espírito, não pode ver o reino de Deus (João 3).

Quem não for transformado em seu entendimento (Romanos 12), não renunciar-se a si mesmo e tomar a sua cruz (Mateus 16:24), quem não for humilde e manso de coração (Mateus 11:29), quem não amar a Deus sobre todas as coisas e ao seu próximo como a si mesmo, (...), não pode ver o reino de Deus.

Porque, é preciso reconhecer que todas estas coisas contribuem para a transformação do homem em uma pessoa amorosa e digna deste MEGAPROJETO DE ESTAR E VER O REINO DE DEUS.

O porque de tudo isso está lincado ao imodificável, indelével e inviolável modelo de caráter  necessário para fazer jus de ser UM ESCOLHIDO PELO SENHOR JESUS EM FÉ E AMOR ao reino dos céus e da terra (reinaremos com o Senhor Jesus Cristo pelo menos mil anos nela).

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."  (João 3 : 16)

Sabemos que erramos por não conhecermos as Escrituras e nem o poder de Deus (Mateus 22:39). No entanto, o Glorioso Espírito Santo do Senhor é Aquele que pode nos resgatar do pecado convencendo-nos do erro e dando-nos com o Senhor Jesus Cristo a vida eterna. 

Observação: As palavras escritas em maiúsculo no texto de Augusto Cury é de crivo nosso. Outrossim, deixamos como registro que citamos aqueles textos de alguns grandes escritores, os quais são para edificação dos leitores. Isto não quer dizer que concordamos ou não com todos os seus escritos.

Ao grande Senhor e Salvador de todo aquele que Nele crê, sejam dadas todas ás honras e glórias no céu e na terra. Amém.


quarta-feira, 17 de julho de 2013

O ELO PERDIDO


Quem dera viajássemos no tempo e aportássemos  nos primórdios da história cristã?

Quem dera lográssemos o êxito de resgatar os valores da razão de Cristo, e voltássemos ao primeiro amor de Éfeso?

Quem dera retornássemos as coisas simples, a sinceridade, a verdade, a comunidade, e a fraternidade de Filadélfia?

Por mais que possamos divagar em letras, nos saudosismo dos tempos de outrora, não poderíamos trazer de volta o que atrás ficou?

O elo foi perdido, o trem da história viaja solicito para um derradeiro fim?

As quimeras do amor fraterno, do dar sem receber, da voluntariedade, e da igualdade perderam-se nas entre-linhas do EU SOU, e do EU POSSO? - 

O consumismo nos consumiu, e o tudo é fácil nos induziu aquilo que agora tristemente somos:

Perdemos a humildade, a humanidade, e agora o produto é de um povo que negou o seu passado, e apagou a história de sua memória.

Os falsos mestres em nome de uma prosperidade, nos tiraram a espiritualidade, e como legado nos trouxeram o materialismo e a vaidade.

Do que adianta os templos estarem cheios, mas as pessoas estarem vazias da gentil presença do Senhor?

AINDA É TEMPO
É tempo de frear esta história, de colocar a mão no arado e buscar a glória do Senhor.

De reescrever os anos, de mudar a trajetória; de de buscar ás almas, de deixar o EU, e assumirmos o NÓS, e o demais ELE tudo fará.

Ainda é tempo de trazer de volta o elo da amizade, da temeridade e da bondade.

Ainda é tempo de buscar na oração a solução para os nossos problemas; de jejuar, de vigiar, para consagrar-nos ao Senhor de nossas vidas.

De dizer: Agora chega de Laodicéia; de voltar a clamar, do implorar, do pedir perdão, e isto tem de ser de coração ao Deus de nossas vidas e ao nosso irmão.

Quem sabe não nos ouvirá o Senhor, e com muito amor não nos resgatará?


segunda-feira, 15 de julho de 2013

NÃO DÁ IBOPE




Profetas do Altíssimo ao meio do povo escolhido eram desdenhados, desacreditados e até mesmos mortos, porque: não prediziam coisas alvissareiras à egocentria destes no caminho em que estavam.

O próprio Senhor Jesus Cristo não era acreditado nem mesmo pelos seus familiares na sua própria terra.

Quando O profeta Jeremias chora e lamenta sobre uma Jerusalém já destruída, que os do cativeiro (caiu à ficha) passaram a dar razão às 
proféticas predicações do enviado do Senhor. No entanto, o que o era já foi e não volta mais. A sentença fora dada e executada.

É mais fácil acreditar nos arautos das facilidades do que na prudência advindas das Escrituras, de que a porta é estreita e requer provas e dificuldades.

O caminho é o da cruz, e que neste mundo teremos aflições, assim está escrito; no entanto seguindo a palavra do Senhor como ela é, muito embora estas lutas teremos vitória. Ouvir e seguir um evangelho diferente deste é VIAJAR NA VITRINE DO EGO.

Acreditar-se nos que vem de fora, e desacreditar aos que são de dentro, sempre foi o triste legado da história bíblica.

Porquanto, os da casa são meros coadjuvantes do marasmo das coisas de então.

NÃO DÁ IBOPE

Casar-se e dar-se em casamento, ensejava os rumos da priori deste mundo. O bem estar no presente para acomodar os prazeres da carne sobrepuja as coisas espirituais no presente, e às que hão de vir.

Falar da guarda das coisas espirituais entra em confronto direto com as que beneficiam a carne. Isto, não dá ibope, atenção, mas sim repugnância. 
Acostumamo-nos a querer ouvir só aquilo que nos dá prazer momentâneo, esquecendo-nos que SOMOS PEREGRINOS NESTA TERRA, e que dela nada levamos.


Aqueles que querem viver de acordo com a palavra SOFRERÃO PERSEGUIÇÕES, e que nós não queremos ser perseguidos:

"E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições." (II Timóteo 3 : 12)
No entanto, o Senhor Jesus Cristo nos diz que:

"Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa." (Mateus 5 : 11)
Será que eu sei que “SE” estiver de acordo com a palavra SEREI ODIADO POR AQUELES QUE NÃO ESTÃO DE ACORDO COM ELA?

DISSE O SENHOR JESUS CRISTO: "Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo."  (João 17: 1)

Será que eu sei que só a palavra de Deus é a verdade e por ela em Cristo é que me santifico?

"Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade." (João 17 : 17)

Será que eu sei que no mundo terei aflições e que devo também vencer o mundo e suas concupiscências para que possa através da palavra ser santificado para a salvação

"Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (João 16: 33)

Se no mundo estivermos guardados pela palavra do Senhor, seremos assim como Ele, e com isso a salvação terá sido alcançada:

"E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós." (João 17 : 11)


“SE” estivermos de acordo com este e mundo e com as benesses dele, não sofrerei perseguições, e estarei em ALTA NO IBOPE; no entanto, se eu ou você estamos sendo perseguidos, NÃO DAREMOS IBOPE ALGUM. Com isso seremos muito poucos, pois muitos serão os chamados, mas poucos os escolhidos.

E VOCÊ COMO ESTÁ NO IBOPE?


sexta-feira, 12 de julho de 2013

AS BESTAS DE ÉFESO

"Se, como homem, combati em Éfeso contra as bestas, que me aproveita isso, se os mortos não ressuscitam? Comamos e bebamos, que amanhã morreremos."  (I Coríntios 15 : 32)

Do que adianta ser um combatente pela palavra se os mortos não irão ressuscitar?

O GUERREIRO DA FÉ
Ninguém dos apóstolos foi tão incisivo como o Apóstolo Paulo. Ninguém sofrera os açoites, os apedrejamentos, as vociferações contra a sua pessoa e ao evangelho ao qual pregava e professava; as fugas no meio da noite e às suas derradeiras prisões.

Saulo de Tarso, um perseguidor do Senhor Jesus Cristo seria o seu maior Apóstolo no sofrimento. Ele foi um exemplo de fé, de coragem e de desprendimento.

Ele combateu até a morte, e ao Senhor Jesus Cristo lhe foi fiel. Um combatente que ao depor as suas armas, proferiu uma célebre frase ao sair da vida para entrar na morte:

"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé."  (II Timóteo 4 : 7)

O GUERREIRO DA FÉ E AS BESTAS DE ÉFESO
Quem poderia dizer que em uma igreja tão bem ensinada, admoestada e direcionada como Éfeso haveria homens aos quais o Apóstolo se referiria com tanta ênfase pejorativa? 

Esta igreja a qual fora ensinada pelo próprio Paulo por um período de três anos; pastoreada por Timóteo a mando do próprio Paulo; cuidada pelo apóstolo João, segundo a tradição; (...), tinha em seu seio homens que iriam deixar um legado de rebeldia contra a palavra do Senhor.

Homens aos quais teriam a triste alcunha de bestas; de lobos devoradores os quais fariam discípulos apos si. Pessoas de coração duro que não obedeciam a palavra e ainda falava mal do caminho:

ATOS 19:9  Mas, como alguns deles SE ENDURECESSEM e NÃO OBEDECESSEM, falando mal do Caminho perante a multidão, retirou-se deles, e separou os discípulos, disputando todos os dias na escola de um certo Tirano.
10  E durou isto por espaço de dois anos; de tal maneira que todos os que habitavam na Ásia ouviram a palavra do Senhor Jesus, assim judeus como gregos.

Como vemos que são homens duros de coração e desobedientes, os quais na carta de Paulo aos Efésios 4:17, dando o perfil destes, vai dizer que eram homens vaidosos de mente, entenebrecidos de entendimento;  porquanto, DUROS DE CORAÇÃO.

E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.
Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;
Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.
Mas vós não aprendestes assim a Cristo, 

                                                    Efésios 4:17-20

OS LOBOS DEVORADORES DE ÉFESO
Na volta da terceira viagem missionária, Paulo não vai a Éfeso; ele fica em Mileto, e de lá mandar chamar os anciãos da igreja. Mileto ficava a 51 Kms ao sul de Éfeso, mas Paulo não quis expor-se mais naquela cidade a qual teve duros combates contra os opositores da palavra divina.

"E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja."  (Atos 20 : 17)

ATOS 20:28  Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.

29  Porque EU SEI ISTO que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós LOBOS CRUÉIS, que não pouparão ao rebanho;

30  E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, PARA ATRAÍREM OS DISCÍPULOS APÓS SI.

31  Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós.

ÉFESO NO APOCALIPSE:
2:1  ESCREVE ao anjo da igreja que está em Éfeso: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro:

2  Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova OS QUE DIZEM SER APÓSTOLOS, E NÃO O SÃO, E TU OS ACHASTES MENTIROSOS.
3  E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.

4  Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.

5  Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.

6  Tens, porém, isto: que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio.

7  Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.

QUEM ERAM AS BESTAS DE ÉFESO?
A palavra do Senhor nos mostra o perfil destes obreiros facciosos, onde tinham dura servil (não dobravam-se para ninguém) os quais ao longo da história foram chamados de bestas; lobos devoradores; de falsos apóstolos, mentirosos, os quais faziam discípulos após si, e de Nicolaítas.


O PERFIL DAS OBRAS DAS BESTAS DE ÉFESO
Na carta aos Efésios, o Apóstolo Paulo antevendo os males que já estavam e aos quais seriam acrescidos ali, vai descrever com detalhes o seu indigesto perfil:

EFÉSIOS 4:17  E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.

18  Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, PELA DUREZA DO SEU CORAÇÃO.

19  Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.

20  Mas vós não aprendestes assim a Cristo,

21  Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus;

22  Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;

23  E vos renoveis no espírito da vossa mente;

24  E vos REVISTAIS DO NOVO HOMEM, QUE SEGUNDO DEUS É CRIADO EM VERDADEIRA JUSTIÇA E SANTIDADE.

25 (...).

CONCLUSÃO:
Estes desventurados senhores são pela palavra de Deus devidamente adjetivados, não ficando dúvida alguma dos seus acintes de impurezas, onde tiravam o efeito da palavra de Deus, sem justiça e sem santidade.

O apóstolo Paulo na sua última carta antes do seu  martírio em Roma no ano provável de 67 DC, ilustra que tinha combatido o bom combate; que tinha acabado a carreira, mas tinha guardado a fé.

No entanto, ele sabia que desde já (daquela fatídica hora terrena) ele já estava com a sua coroa de justiça já guardada, a qual o justo Senhor o daria no dia de sua vinda. Porém, não somente a ele, mas a todos aqueles que guardarem a sua vinda.

Assim como havia na igreja de Éfeso homens réprobos, mais amigos dos deleites do que da preservação da palavra que nos dá a vida eterna, assim também há em nossos dias doutrinadores conforme o seu ventre, esquecendo-se das primícias das primeiras obras.

Assim também somos nós se por uma desventura estejamos algo em desagrado ao Senhor, que possamos nos arrepender, e voltarmos para ás primeiras obras; de voltarmos para o nosso primeiro amor.

Que o Senhor abençoe e guarde a todos vós no caminho da verdade e da justiça.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

E VÓS SEREIS MINHAS TESTEMUNHAS

  
A intensidade e a consciência daquelas palavras ditas naquele dia ecoaram na imensidão  dos séculos, e hoje retumbam solícitas em nosso coração.

Ser uma testemunha do Senhor Jesus Cristo, porque e praquê? Qual a razão das coisas que envolvem aquele (a) que na verdade é uma testemunha do inestimável Senhor nos céus e na terra.

Será que eu estou sendo um verdadeiro testemunha do Senhor Jesus Cristo? - Para sê-lo eu tenho que andar como ELE andou, levar o que Ele levou, falar do Ele falou e ter em mim a justiça que Ele deixou.

Se não tenho esta consciência destas verdades, vivo como se fosse, não o sendo. Estou enganando a mim mesmo e a tantos outros os quais me ouvem.

Conquanto, estou perdendo o meu tempo, e o pior de tudo isso, estou levando, ensinando outras pessoas a serem uma cópia fiel das minhas vaidades, fazendo-as perderem o seu precioso tempo.

Será que estou negando a mim mesmo, tomando a minha cruz e o seguindo? - Quem pode negar a si mesmo? - Será que estou sendo humilde e manso de coração para entrar no seu jugo e só assim poder seguí-lo?

Será que estou vivendo de aparências, nas aparências, o chamado bipolar; o instável, aquele que quer agradar a gregos e troianos, não agradando a ninguém e muito menos ao Senhor Jesus Cristo que me resgatou ainda envolto no manto da lama e do pecado?

Será que estou andando segundo o curso deste mundo, e não segundo a Cristo, para poder fazer a diferença como aquele que serve ao Senhor, daquele que não o serve?

SERÁ, Será, será, (...).

SER BATIZADO COM O ESPÍRITO SANTO
Logo sei que ser batizado com o Glorioso Espírito Santo não quer dizer tenho VIRTUDE plena Dele; pois, foi-me dito que "A" receberia antes de ser sua testemunha tanto em Jerusalém (minha cidade, minha comunidade), como nos seus arredores e depois por todo o mundo.

Eu preciso ser o templo Dele, para que ELE em mim more. Muitas vezes posso até receber por sua grandiosíssima misericórdia a sua visita, mas Ele não é o morador proprietário da minha vida, porque ainda não a dei plenamente a Ele, não o sendo ainda plenamente o templo Dele.

I CORÍNTIOS 3:16  Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?- 17  Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.
 
Para que Ele habite em mim, eu preciso estar no caminho da purificação para a santificação, me ajudando em todas as coisas necessárias deste imperioso processo qualificatório.

O TEMPLO
Será que eu tenho a consciência que para ser templo Dele eu não pertenço mais a mim mesmo, pois fui comprado por bom preço, vendido pelo pecado e resgatado pelo amor Dele, e só a Ele pelo Pai devo ser eternamente grato?

II CORÍNTIOS 6:19  Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? - 20  Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.

Será que o meu corpo é glória de Deus para ser o seu templo? ou será que o meu corpo é para glória minha? - Quando me veem me dizem ali vai um servo (a) do Deus Altíssimo e uma verdadeira testemunha das coisas que são do seu reino?

Se estou ainda querendo mostrar a minha glória e não a glória Dele, sou meu e não Dele! Porquanto, não posso ser ainda uma testemunha Dele.

O ALTAR
Todo templo tem um altar e todo altar tem um adorador. As coisas que o Senhor mede em minha vida são o templo, o altar e a adoração:

Toda a construção espiritual começa é pelo templo e depois é que é que se constroi o altar para que nele se faça a adoração.

Se não sou anda plenamente um templo do Senhor, como serei um verdadeiro altar, para ser Nele um verdadeiro adorador?

Preciso ser uma verdadeira testemunha do Senhor Jesus Cristo. Que Ele possa fazer em mim a sua obra.

"E FOI-ME dada uma cana semelhante a uma vara; e chegou o anjo, e disse: Levanta-te, e mede o templo de Deus, e o altar, e os que nele adoram."  (Apocalipse 11 : 1)

Louvado e bendito seja o seu Santo Nome.