sábado, 28 de setembro de 2013

TURBULÊNCIA

A aeronave e  a sua tripulação em meio a tempestade está em grande tribulação. Os ventos, raios e trovoadas balançam-na como a pluma solta ao vento.

As águas da tempestade adentram ao seu meio trazendo os tambores das ruas. O eco é ensurdecedor; nunca houvera antes tal façanha maléfica e profana.

O olho do furacão e a fúria do abismo quer engolir de vez o que resta desta nave rumo ao seu destino final na cidade prometida.

Mantê-la no ar está nos joelhos de quem não se conforma em perdê-la para as hostes infernais da maldade nos lugares celestiais.

O Supremo comandante não quer perder estas preciosas almas que custaram a vida do seu Filho amado. Ele vela por elas; está da mesma forma aflito, mas confiante de que esta sairá desta luta para a Bonanza do avivamento.

É preciso um pouso de emergência para consertos na fuselagem. Reparos essenciais deverão serem feitos, para que esta prossiga a sua jornada profícua da terra peregrina para a celeste pátria.

O horizonte o qual não se via, irá se ver, para navegar-se ao menos por tempos em céu de brigadeiro.

O Supremo Senhor dos céus e da terra a conduzirá em glória na palma das Suas Preciosas Mãos.

Que o Senhor Jesus Cristo nos ajude a entender a carta magna a qual norteia pelo rumo seguro, conduzida pela Sua Excelência O Espírito Santo.

TEOLOGIA DA PROSPERIDADE O MAL DO SÉCULO

figura ilustrativa
Quando veio foi um furacão que provocou êxtase, ufania e divisão.  Mídias e púlpitos estavam repletos de pregações dando enfase "a descoberta do século".

Doutrinadores do além mar eram os ícones nas mídias a propagar as experiências capitalistas dos seus empreendimentos.

Não se falava em outra coisa: As benesses do bom vivam eram o prato da hora, do dia e dos meses que se seguiram. O dar para receber estava envolto na mercância com os céus.

O positivismo determinava quem era de quem não era o crente hodierno. O racha foi geral e quase irrestrito.

Quem ousava levantar-se contra era logo abatido com torpedos nominando-os como da idade da pedra.

Parecia-nos que era o grito de liberdade daqueles que estavam em prisões de almas ligadas a denominações que prezavam o buscar antes as coisas do reino de Deus, e que às demais coisas lhes seriam acrescentadas.

Nunca se viu tamanho alvoroço "ideologia x teologia". Deus em Sua Santidade tornara-se um mero expectador de tantas coisas invertendo os valores do SEJA FEITA A SUA VONTADE ASSIM NA TERRA COMO NOS CÉUS.

VEJAM OS TÓPICOS DOS MALEFÍCIOS NO LINK ABAIXO:

http://luisdornelesdeoliveira.blogspot.com.br/2013/02/cristianismo-em-crise.html

O TORNADO PASSOU
figura ilustrativa
E o que ficou foi a destruição de uma terra arrasada pelo expressivo materialismo propagado. A vaidade foi alforriada em decréscimo da humildade, do coletivismo e da unidade da fé.

A espiritualidade foi levada pelo vento, e hoje o que resta é o desânimo ao ver-se tanto trabalho para reconstruir aquilo que foi construído com sangue, suor e lágrimas.

Vidas que permearam a terra levando o Santo e simples evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo,  libertando, curando e ensinando o caminho da salvação (pelo Senhor Jesus), hoje se vivas fossem, estariam desesperadas vendo todo o seu seletíssimo trabalho no chão.

A ficha está caindo; custando a chegar ao fundo do poço; no entanto, quando lá chegar, veremos que quem deixa os princípios para viver os poréns, lhe custará um alto preço a ser pago.

O mal do século está deixando o seu rastro, e o que se avizinha fala de uma "Liberdade em Cristo para expor a carne".

Mostrar a carne e os seus contornos (roupas manchadas pela carne) para chamar atenção, produzindo a sedução é hoje a nova ideologia da liberdade em Cristo.

CONCLUSÃO:
Não acabamos de chorar o triste infortúnio e já tem outro preparado, vindos do mesmo norte do além mar.

Não há outro jeito de fugir-se do já pré-dito pelo Escriturado Bíblico que: no fim dos dias andaríamos conforme as nossas próprias concupiscências; aonde o amor esfriaria e a fé seria perdida (apostasia) a qual o próprio Senhor Jesus Cristo tem dúvidas se quando na sua vinda  encontraria esta fé na terra (Lucas 18:8).

Ainda é tempo de nos voltarmos de corpo e alma para o autor e consumador de nossa fé; deixando o enredo que tão de perto nos rodeia, para seguirmos a carreira da fé, com aquilo que desde os idos bíblicos é e o será da mesma maneira que sempre o foi.

VIVER AQUILO QUE PREGAMOS ESTÁ DIFICIL

A questão é: ser ou não ser; tudo é uma questão de escolha.

A nossa vida é repleta de escolhas; nem sempre fizemos a escolha certa. no entanto, entre tantas coisas, não se pode agradar a um senhor e desagradar o outro. Biblicamente: ou é ou não é; ou somos ou não somos? Quem dera fossemos frios ou quentes; o certo é que não podemos sermos mornos.

Se estou ligado a Cristo, a loggia nos diz que estamos desligados do mundo pelo amor as suas coisas; porquanto, não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim.

Quando pregamos a palavra é porque estamos no mínimo nos esforçando para vivermos nela, pois ela deve interagir primeiro naquele que a prega.

Não ter do que se envergonhar para manejar bem a palavra da verdade, parece-nos uma utopia, pois sem querer julgar, julgando, a hora que formos pregar só aquilo que vivemos, vai faltar palavras, pois o repertório será pouco se não guardamos a palavra do Senhor.

"SE" somos no mínimo coniventes com o erro dentro de nossa casa quando passamos a mão por cima, o argueiro  irá sempre arder "SÓ" no olho alheio. Com isto, será que iremos permanecer com o Senhor Jesus Cristo quando de alguma forma formos ter com Ele? - A palavra do Senhor nos diz que não; porquanto, somos tão culpados quando o transgressor.

ESTAMOS PERDENDO A PERCEPÇÃO DO LEGITIMAMENTE CERTO DO DESCUIDADAMENTE ERRADO?
Não somos nós que julgamos e nem devemos fazer tal coisa. O que tramita em julgado pela palavra do Senhor é e sempre será a jurisprudência que nos guia em todos os nossos posts.

EXEMPLOS DE JURISPRUDÊNCIA BÍBLICA:
O sacerdote Eli perdeu a visão, engordou, ficou sentado enquanto a sua prole degradava os sacrifícios dos israelitas, e prostituía a casa, entristecendo o Senhor e com isso afastando o próximo.

No entanto, ele caiu da cadeira, quebrou o pescoço e morreu.

Mas o Senhor não tinha prometido abençoar a sua família para todo o sempre?

A RESPOSTA: 

I SAMUEL 27  E veio um homem de Deus a Eli, e disse-lhe: Assim diz o SENHOR: Não me manifestei, na verdade, à casa de teu pai, estando eles ainda no Egito, na casa de Faraó?

28  E eu o escolhi dentre todas as tribos de Israel por sacerdote, para oferecer sobre o meu altar, para acender o incenso, e para trazer o éfode perante mim; e dei à casa de teu pai todas as ofertas queimadas dos filhos de Israel.

29  Por que pisastes o meu sacrifício e a minha oferta de alimentos, que ordenei na minha morada, e honras a teus filhos mais do que a mim, para vos engordardes do principal de todas as ofertas do meu povo de Israel?

30  Portanto, diz o SENHOR Deus de Israel: Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém agora diz o SENHOR: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados.

31  Eis que vêm dias em que cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, para que não haja mais ancião algum em tua casa.

32  E verás o aperto da morada de Deus, em lugar de todo o bem que houvera de fazer a Israel; nem haverá por todos os dias ancião algum em tua casa.

O SENHOR JESUS CRISTO FORA DESPREZADO POR SEUS IRMÃOS  E OS DESPREZOU TAMBÉM:

MATEUS 12:47  E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te.

48  Ele, porém, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos?

49  E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos;

50  Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.

FAZER A VONTADE DE MEU PAI OU A DO MEU PRÓXIMO?
Infelizmente a própria palavra do Senhor nos dá uma triste resposta:

"Por isso, como é o povo, assim será o sacerdote; e castigá-lo-ei segundo os seus caminhos, e dar-lhe-ei a recompensa das suas obras."  (Oséias 4 : 9)

Pela palavra divina o fazer a vontade do próximo é mais importante do que fazer a vontade de Deus.

UMA HISTÓRIA
Um ditame popular de que: "Uma andorinha só não faz verão" é o adágio que mais incide sobre a realidade dos fatos.

O sistema acaba engolindo a quem ousar se contrapor a ele. A experiência vivida mostra-nos que é muito difícil fazer a diferença no querer fazer a vontade divina ao meio dos iguais.

O difícil não é ser igual entre os iguais, mas sim ser diferente entre os iguais.

A pergunta que mais tem deixado a sua marca é: "Cadê fulano (a) de tal a quem  Deus usava com ousadia, galhardia e desprendimento?" 

Ainda hoje pela manhã nos foi feita esta mesma pergunta.

Resposta de muitos: "Não aguentou a pressão e caiu".

Foi ser igual entre os iguais.

Pregadores e profetas do Altíssimo que a seu tempo fizeram a diferença vem e se vão, mas a palavra do Senhor permanece incólume para todo o sempre.

CONCLUSÃO
Tudo tem um preço na vida. De graça só  GRAÇA DIVINA. Pagar o preço para viver na graça através da palavra vivendo aquilo que prega, a cada dia que passa é uma jóia rara em meio ás pedras que ferem os pés daqueles que querem levar as Boas Novas da Salvação.

O certo é e sempre será, que: "sem a separação para a SANTIFICAÇÃO, FAZENDO A DIFERENÇA, nenhum de nós verá a Deus".

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

A TEORIA DO DOMÍNIO DOS FATOS

Assistindo o programa Roda Viva na TVE, aonde era entrevistado o ex ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Francisco Rezek, discorrendo sobre as nuances do julgamento do mensalão, achamos de supra importância verificar se a teoria do domínio dos fatos ali dissecada aplicava-se também aos termos bíblicos.


Em termos resumidos, se tem por teoria do domínio dos fatos aquilo que atesta que todo aquele que é gestor de uma determinada corporação (área) tem por ônus o conhecimento e a responsabilidade dos fatos ao qual tem o domínio, respondendo juridicamente por eles.

De outra forma: “Se sou comissionado por uma determinada área, devo conhecer o que ali tramita, sobre o qual irei responder juridicamente a tudo aquilo que lhe é pertinente”.

Ora, como veremos, os paralelos entre a ótica jurídica e os juízos divinos são exatamente concordantes:

O QUE MUITO É DADO MUITO LHE É COBRADO
"Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá."  (Lucas 12 : 48)

A jurisprudência bíblica é inconteste no seu edito que os paralelos são determinantes no mesmo sentido; só que o homem pode abrandar o juízo sobre o transgressor, mas o divino o será tenaz.

NOS EXEMPLOS APRESENTADOS A PALAVRA POR SI FALA:

AO PROFETA:

EZEQUIEL:3:17  Filho do homem: Eu te dei por atalaia sobre a casa de Israel; e tu da minha boca ouvirás a palavra e avisá-los-ás da minha parte.

18  Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; e tu não o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, para salvar a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade, mas o seu sangue, da tua mão o requererei.

19  Mas, se avisares ao ímpio, e ele não se converter da sua impiedade e do seu mau caminho, ele morrerá na sua iniqüidade, mas tu livraste a tua alma.

20  Semelhantemente, quando o justo se desviar da sua justiça, e cometer a iniqüidade, e eu puser diante dele um tropeço, ele morrerá: porque tu não o avisaste, no seu pecado morrerá; e suas justiças, que tiver praticado, não serão lembradas, mas o seu sangue, da tua mão o requererei.

AO REI SAUL


I SAMUEL 15:10  Então veio a palavra do SENHOR a Samuel, dizendo:
11  Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e toda a noite clamou ao SENHOR.

16  Então disse Samuel a Saul: Espera, e te declararei o que o SENHOR me disse esta noite. E ele disse-lhe: Fala.

17  E disse Samuel: Porventura, sendo tu pequeno aos teus olhos, não foste por cabeça das tribos de Israel? E o SENHOR te ungiu rei sobre Israel.

18  E enviou-te o SENHOR a este caminho, e disse: Vai, e destrói totalmente a estes pecadores, os amalequitas, e peleja contra eles, até que os aniquiles.

19  Por que, pois, não deste ouvidos à voz do SENHOR, antes te lançaste ao despojo, e fizeste o que parecia mau aos olhos do SENHOR?

20  Então disse Saul a Samuel: Antes dei ouvidos à voz do SENHOR, e caminhei no caminho pelo qual o SENHOR me enviou; e trouxe a Agague, rei de Amaleque, e os amalequitas destruí totalmente;

21  Mas o povo tomou do despojo ovelhas e vacas, o melhor do interdito, para oferecer ao SENHOR teu Deus em Gilgal.

22  Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.

23  Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniqüidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei.

AO SACERDOTE ELI

 I SAMUEL 3:30  Portanto, diz o SENHOR Deus de Israel: Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém agora diz o SENHOR: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados.

31  Eis que vêm dias em que cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, para que não haja mais ancião algum em tua casa.

32  E verás o aperto da morada de Deus, em lugar de todo o bem que houvera de fazer a Israel; nem haverá por todos os dias ancião algum em tua casa.

33  O homem, porém, a quem eu não desarraigar do meu altar será para te consumir os olhos e para te entristecer a alma; e toda a multidão da tua casa morrerá quando chegar à idade varonil.

34  E isto te será por sinal, a saber: o que acontecerá a teus dois filhos, a Hofni e a Finéias; ambos morrerão no mesmo dia.

35  E eu suscitarei para mim um sacerdote fiel, que procederá segundo o meu coração e a minha alma, e eu lhe edificarei uma casa firme, e andará sempre diante do meu ungido.

36  E será que todo aquele que restar da tua casa virá a inclinar-se diante dele por uma moeda de prata e por um bocado de pão, e dirá: Rogo-te que me admitas a algum ministério sacerdotal, para que possa comer um pedaço de pão.

AOS PASTORES:

EZEQUIEL 34:2  Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas?

Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas.

As fracas não fortalecestes, e a doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor e dureza.

Assim se espalharam, por não haver pastor, e tornaram-se pasto para todas as feras do campo, porquanto se espalharam.

As minhas ovelhas andaram desgarradas por todos os montes, e por todo o alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andaram espalhadas por toda a face da terra, sem haver quem perguntasse por elas, nem quem as buscasse.

Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR:

Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que, porquanto as minhas ovelhas foram entregues à rapina, e as minhas ovelhas vieram a servir de pasto a todas as feras do campo, por falta de pastor, e os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas; e os pastores apascentaram a si mesmos, e não apascentaram as minhas ovelhas;

Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR:

10  Assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu estou contra os pastores; das suas mãos demandarei as minhas ovelhas, e eles deixarão de apascentar as ovelhas; os pastores não se apascentarão mais a si mesmos; e livrarei as minhas ovelhas da sua boca, e não lhes servirão mais de pasto.

11  Porque assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu, eu mesmo, procurarei pelas minhas ovelhas, e as buscarei.

12  Como o pastor busca o seu rebanho, no dia em que está no meio das suas ovelhas dispersas, assim buscarei as minhas ovelhas; e livrá-las-ei de todos os lugares por onde andam espalhadas, no dia nublado e de escuridão.

CONCLUSÃO:
Não há dúvida nenhuma que o muito a quem lhe é dado, muito lhe é cobrado; que as coisas são proporcionais as oportunidades recebidas.

Não há dúvida nenhuma que responderemos diante do Supremo Juiz pela casa a qual somos mordomos; que responderemos sobre o rebanho se ele foi ou não foi bem conduzido e que daquilo que plantamos, daquilo iremos colher.

Temos que ter SEMPRE EM CONTA QUE o Senhor por ter a justiça intrínseca a sua natureza, jamais poderá negar-se a si mesmo sem a prática daquilo que lhe é devido.

Porquanto, a TEORIA JURÍDICA DO DOMÍNIO DOS FATOS é também da mesmíssima forma bíblica, aonde todos iremos responder por aquilo que fizermos por meio do corpo:

"Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal."  (II Coríntios 5 : 10)

No Superior Tribunal Federal (Supremo) está sendo julgado o uso indevido dos valores públicos; da mesma forma no SUPREMO TRIBUNAL UNIVERSAL DE CRISTO seremos julgados pelo USO INDEVIDO dos valores divinos em nossas mãos depositados.


Que todos possamos ter a consciência que antes do pedir é doar-se; antes do ser servido é servir; que somos servos uns dos outros.

sábado, 21 de setembro de 2013

"O ESTREITAMENTO DA PORTA DO INFERNO"

Um dia destes no nosso programa radiofônico  "É HORA DE DESPERTAR", na Sentinela FM 104.9 MHZ de Alegrete, fora proferida UMA QUESTÃO por um dos pregadores convidados a qual nos deixou atônitos:

"SERÁ QUE A PORTA DO INFERNO FOI ESTREITADA E A PORTA DO CÉU ALARGADA"?

Temos ouvido e até mesmo proferidos inúmeros termos os quais nos levam a pensar nos seus poréns. No entanto, este até então fora inédito.

Será que os valores se inverteram e a porta do inferno em tendo se estreitado e a porta do céu se alargado, teríamos muitos a entrar no céu e poucos a entrar no inferno?

Será que os muitos chamados seriam os escolhidos e os poucos escolhidos seriam os rejeitados?

Porquanto, estas questões estão sendo bem presentes nos dias hodiernos, onde temos visto e ouvido esforços hercúleos em ideologias humanistas, positivistas e deterministas.

Esforços estes CONTRÁRIOS DO DIZER NÃO a separação do que é santo do que é profano, mas, sim a integração deles.

O Salmo 1 está sendo suprimido e os proeminentes versículos bíblicos que nortearam a vida do crente no Senhor Jesus Cristo estão sendo ab-rogados:

"BEM-AVENTURADO o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores."  (Salmos 1 : 1)

"Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?

E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel?

E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.

Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei;

E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso. (II Coríntios 6:14-18)".

"Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;"  (I Pedro 1 : 15)


PORQUE:

"Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo."  (I Pedro 1 : 16)

RAZÕES:
Porquanto, nunca poderá se entender uma coisa sem a outra: Para adentrar-se a porta estreita há que ter a separação do PRECIOSO DO VIL :

"Portanto assim diz o SENHOR: Se tu voltares, então te trarei, e estarás diante de mim; e se apartares o precioso do vil, serás como a minha boca; tornem-se eles para ti, mas não voltes tu para eles."  (Jeremias 15 : 19)

Há um caminho, á uma direção e com eles às suas doutrinas bíblicas de harmonia e comunhão com o Senhor Jesus Cristo. Se olharmos para ELE, cumprindo a sua palavra (João 15:7), estaremos no caminho e na porta estreita para alcançarmos o êxito de estarmos na sua vontade.

O contrário disso estamos vendo a cada dia o mundo que está adentrando ao meio do povo de Deus e não o seu povo ao meio dele. Infelizmente às ruas estão entrando às casas de Deus e não Deus às ruas.

As portas e o caminho do céu continua e continuará estreito e o caminho e a porta do inferno é e sempre será a porta larga.

"Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;"  (Mateus 7 : 13)

"E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem."  (Mateus 7 : 14).

Que possamos todos nós meditarmos nesta frase dita e questionada pelo pregador da hora, em que a nosso ver foi muito bem colocada.


ARTIGO DO PRÓXIMO POST JÁ NO FORNO: "A ARTE DA SEDUÇÃO NA DOUTRINA DE BALAÃO".

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

QUAL É A LEI PERFEITA DA LIBERDADE?

FIGURA ILUSTRATIVA
Entendes tu o que lês? Perguntou Filipe ao mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes (Atos 8:30).

O Senhor Jesus Cristo falando sobre os dias difíceis que viriam, intercalou: "quem lê entenda" (Marcos 13:14).

Os sábios nas coisas que vem do alto procuram na prudência entender os mistérios do Senhor, para aplicá-los em suas vidas, e assim com zelo aproximar-se mais do seu excelso criador.

"Quem é sábio, para que entenda estas coisas? Quem é prudente, para que as saiba? Porque os caminhos do SENHOR são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão."  (Oséias 14 : 9).

Quando buscamos de todo o nosso coração compreender as coisas que são do Senhor, Ele não só ouve às nossas orações, como também envia o seu anjo para nos consolar (Daniel 10:12).

Se não entendemos o que lemos, estamos reféns doutrens para interpretar aquilo que não sabemos. Neste porém, tanto a interpretação pode ser correta como incorreta.

Tanto quanto, nos é possível devemos nos acervar da verdade contida do texto em seu contexto. Para uma boa aplicação deste contexto logicamente tudo depende da sua correta interpretação.

TUDO TEM O SEU PORQUE?
Os porque's das coisas sempre foram um vasto campo de teses teológicas as quais estudiosos bíblicos tem delegado preciosos anos de suas vidas.

Temos lido, ouvido e até mesmo contestado certas coisas que não se encaixam no enunciado do escriturado divino.

Não que estivéssemos com a razão, pois não a temos; porquanto, ela pertence ao autor e consumador de nossa fé.

AS HERESIAS
Entre o abrir a boca para emitirmos a nossa opinião, existe a prudência do não estar-se tirando a essência da palavra em benefício próprio. Conquanto, se assim o fizer, abro a lacuna da heresia contaminando a muitos.

A LEI PERFEITA DA LIBERDADE

CASO (1)
Qual seria a lei perfeita da liberdade? - Precisamos entender para aplicá-la em nossas vidas.

              A palavra divina sobre a liberdade perfeita assim a cita em Tiago:

             "Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não         sendo ouvinte esquecidiço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito."  (Tiago 1 :25)

Se formos aplicar a exegese resumida em Tiago 1, veríamos que esta prima pelos frutos da fé em depreciação aos frutos da carne. Ora, a fé é para edificação do espírito, e o que distingue-se que o tema pode ser aplicado como às coisas da carne e os seu fruto que é o pecado (Tiago 1:15); e ás coisas do Espírito na aplicação do seu fruto pelo cumprimento da palavra (Tiago 1:22).

A lei é o mandamento, os preceitos e os juízos. Já se a lei  é perfeita, nos diz que nela não há erro.

Porquanto, quando nos fala em liberdade é sinal que nela não há prisão (livres, libertos). No entanto, toda a liberdade tem limites, pois fora disso é libertinagem.

a palavra e o seu conhecimento é o que nos liberta do erro, no qual a Sua Excelência o Espírito Santo em nome do Filho é o que nos convence dele.

A palavra é a verdade, e a verdade é o que nos liberta do erro; porquanto, se a verdade liberta é porque a mentira prende (aprisiona, tira a liberdade) :

"E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará."  (João 8 : 32)
"Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres."  (João 8 : 36)

"SE", eu for liberto pelo Senhor Jesus Cristo através da sua palavra, eu passo a estar Nele,  e nenhuma condenação há em mim, a qual me levaria para a prisão me tirando a liberdade.

"PORTANTO, agora nenhuma condenação para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito."  (Romanos 8 : 1)

O produto disso tudo na loggia do palavreado bíblico é só uma:

A perfeita liberdade provém DE UMA COMPLETA LIBERTAÇÃO PELO SENHOR SENHOR JESUS CRISTO DAS COISAS DA CARNE (Gálatas 5: 19-21), À AQUELES QUE NÃO VIVEM MAIS DA CARNE, MAS DAS COISAS ESPIRITUAIS E DO SEU FRUTO (Gálatas 5:23).

ORA, se estou no Senhor Jesus Cristo, "NOVA CRIATURA SOU", e não vivo mais eu, mas ELE vive em mim. "ÀS COISAS VELHAS JÁ PASSARAM" e tudo se fez novo, pois NÃO VIVO mais SEGUNDO A CARNE, MAS SEGUNDO O ESPÍRITO.

CASO (2)
B) Muito se tem ouvido falar da liberdade que temos em Cristo descrito em Gálatas; mas que liberdade seria esta que a temos em Nele?

Vejamos os textos em seu contexto:

GÁLATAS 1:  ESTAI, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão (da carne, circuncisão).

2  Eis que eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará.

3  E de novo protesto a todo o homem, que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei.
4  Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído.

5  Porque nós pelo Espírito da fé aguardamos a esperança da justiça.

6  Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum; mas sim a fé que opera pelo amor.

GÁLATAS 3:1  Ó INSENSATOS gálatas! quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós?

2  Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé?

3  Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne?

GÁLATAS 5:13  Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor.

Ora é tão óbvio que quem ESTÁ NO ESPÍRITO NÃO DÁ OCASIÃO A CARNE,  que nem se precisa  tecer comentário algum, pois a palavra é clara e concisa.

CONCLUSÃO:
Disse o Senhor Jesus Cristo em João 3:6

"O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito".

SERÁ QUE EU NASCI CARNE E PELA CARNE (carnal) IREI VIVER sem buscar nascer do Espírito?

JOÃO 3:5  Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

EM NENHUMA DAS PRETENSAS E HIPOTÉTICAS IDEOLOGIAS, A LIBERDADE ou a PERFEITA LIBERDADE EM CRISTO o é para DAR OCASIÃO A EXPOSIÇÃO DA CARNE.

ROMANOS 8:10  E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça.

11  E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.

12  De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne.

13  Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.

14  Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.

O PORQUE DE TUDO ISSO:

"E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso SENHOR Jesus Cristo."  (I Tessalonicenses 5 : 23)

QUAL É A LIBERDADE PERFEITA?

Entendes tu o que lês? Perguntou Filipe ao mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes (Atos 8:30).

Que o Senhor nos ajude a entender as coisas do seu reino para não sermos passíveis do erro.