segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

PADRE ITALIANO SE CONVERTE A JESUS


Padre Italiano se converte e leva pastor para pregar dentro de Igreja Católica

O Pr. Fabiano Nicodemo (à direita na foto ao lado), missionário em Cesena/Itália, pede aos irmãos em Cristo que orem pelo ex-padre Luca De Pero (na foto com o pastor). Ele foi afastado esta semana pela Igreja Católica de suas funções em uma igreja próxima a Cesena, na região Centro-Norte da Itália, sob a acusação de heresia por ter se convertido ao Evangelho e pregado e distribuído bíblias. Ele também foi reprimido por ter levado o pastor para pregar em sua igreja durante a chamada Sexta-Feira Santa. O ex-padre celebrará sua última missa neste domingo (28). “Ore para que Deus dê-lhe ousadia para falar de seu amor por Jesus e sobre o real motivo de ter sido afastado da igreja; não por questões de saúde como foi alegado. Interceda também por seu futuro e o apoio como possível obreiro da terra dos batistas brasileiros aqui em Cesena”, pede o pastor. Luca De Pero se converteu em 2010 e, desde então, tem sido discipulado semanalmente pelo Pr. Nicodemo. Seus testemunhos foram responsáveis pela conversão de vários outros católicos. O Projeto “Tu Me Amas?” teve no ex-padre seu primeiro fruto entre os catequistas. Ore para que o ex-padre seja fortalecido pelo Senhor e continue levando a verdadeira Palavra de salvação aos italianos.  





Muitos clérigos já se converteram ao meio evangélico em todo o mundo (pesquisar Youtube), mas, para um padre italiano isto não é muito comum. Bem sabemos das raízes romanistas do povo italiano, e esta conversão deve ter sido um acontecimento de grande repercussão. Veja o seu testemunho e opine a respeito do assunto. 




quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

ENTENDA POR VÍDEO COMO FUNCIONA ATUALMENTE O RELÓGIO CIENTIFICO DO FIM DO MUNDO

AS ÚLTIMAS COISAS CRISTOLÓGICAS:

DISSE O SENHOR JESUS: 6  E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. (ORIENTE MÉDIO, KORÉIAS; AFEGANISTÃO; IRÃ).
7  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. (FOME NA ÁFRICA; VÍRUS EBOLA, DA AIDS, GRIPE SUÍNA, VACA LOUCA; TSUNAMIS NA ÁSIA; TERREMOTOS NO HAITI, E EM VÁRIOS OUTROS LUGARES)
8  Mas todas estas coisas são o princípio de dores. ( AS DORES DE PARTO JÁ COMEÇARAM).
9  Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. (CRISTÃOS ESTÃO SENDO TORTURADOS E MORTOS NA ÍNDIA E EM OUTROS LUGARES).
10  Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. (CONFLITO ÁRABE X ISRAELENSE)
11  E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. (FALSAS RELIGIÕES)
12  E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. (PAIS MATANDO FILHOS, FILHOS, FILHOS MATANDO OS PAIS; IMORALIDADES; PEDOFILIAS; PROLIFERAÇÃO DA VAIDADE EM PESSOAS AMANTES DE SI MESMA; HEDONISMO; ...)
13  Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.
14  E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim. (Mateus 24) ( NUNCA O EVANGELHO FOI TÃO PREGADO VIA TELEVISIVA, EM ANTENAS PARABÓLICAS, INTERNET E AO VIVO NAS IGREJAS, NAS PRAÇAS E NOS ESTÁDIOS) .

AS ULTIMAS COISAS PELA CIÊNCIA



TEMPESTADES SOLARES, PRENUNCIO DE UM AQUECIMENTO GLOBAL SEM CONTROLE




Você ainda tem uma oportunidade, creia, entregue a sua vida para o Senhor Jesus e será salvo tu e a tua casa.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

DEUS DÁ VISÃO AO PR. DE QUEM SUBIRÁ AOS CÉUS


O Senhor dá uma visão ao Pr Cisino Bernardino de quais serão aqueles que verdadeiramente subirão ao encontro com Jesus Cristo nos ares. Este povo, os escolhidos, terão algo diferente dos demais povos da terra; porque, certamente há uma diferença daquele que serve a Deus, daquele que não o serve. A Bíblia nos diz que o Senhor virá para buscar para si um povo seu, zeloso e de boas obras. No que para tanto teremos que ser achados sem máculas em espírito, alma e corpo.

"Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve."  (Malaquias 3 : 18)
Parte 1
"O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras."  (Tito 2 : 14)

Parte 2

ASSIM ESTÁ ESCRITO: 19  "Não extingais o Espírito. 20  Não desprezeis as profecias. 21  Examinai tudo. Retende o bem. 22  Abstende-vos de toda a aparência do mal. 23  E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso SENHOR Jesus Cristo. 24  Fiel é o que vos chama, o qual também o fará". (I Tessalonicenses 5) 

Comentário: Gostaríamos imensamente de não sermos críticos, no entanto nunca vimos tantos textos elucidativos de como o crente em Cristo deve portar-se, vestir-se e conduzir-se como tem na Bíblia Sagrada, como poderemos ver em outro futuro artigo neste Blog. No entanto é com tristeza que registramos    que é comum ver-se dizer que: "Deus não quer o nosso corpo, ele quer o nosso coração!"; "O que é bonito é para ser mostrado!"; "Um pouquinho só não faz mal!"; "O que levamos deste mundo é o que aproveitamos!", (...), onde não há uma só preocupação na preservação daquele que é o templo, o tabernáculo do Espirito Santo. Pela vaidade muitos crentes estão trocando a sua passagem para celeste pátria por uma mera exposição do corpo, na exaltação do belo, em detrimento do pré estabelecido como modelo bíblico.

"Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?"  (I Coríntios 3 : 16)

Que Deus e este vídeo os ajude a discernir o que está certo,  do que está errado.

Comente; apresente as suas considerações bíblicas.






CIENTISTAS ADIANTAM RELÓGIO DO FIM DO MUNDO

DA FRANCE PRESSE





                                           
A incerteza gerada pela ameaça de proliferação nuclear e pelo aquecimento global fez o BAS (Boletim de Cientistas Atômicos) adiantar em um minuto o "Relógio do Apocalipse", informaram na terça-feira especialistas internacionais.
O simbólico Relógio do Apocalipse "aponta agora cinco minutos para a meia-noite [quando ocorrerá o cataclisma nuclear]", declarou Allison Macfarlan, presidente da associação da Universidade de Chicago que em 1947 criou o sistema para ilustrar o risco da corrida atômica.


Em janeiro de 2010, o BAS, que tem entre seus membros 18 prêmios Nobel, atrasou o relógio em um minuto diante de um "estado do mundo mais promissor", deixando o marcador a seis minutos da meia-noite.
"Há dois anos, parecia que os dirigentes do mundo poderiam enfrentar as ameaças globais, mas esta tendência não se manteve e, inclusive, se inverteu", constatou Allison Macfarlan, professora da Universidade George-Mason, na Virgínia.


Lawrence Krauss, presidente da associação e professor de física da Universidade do Arizona, disse que o relógio foi adiantado devido "aos perigos claros e iminentes de proliferação nuclear e mudança climática, assim como diante da necessidade de encontrar fontes de energia seguras e duráveis".


Para o cientista, "o maior desafio à sobrevivência da humanidade no século 21 é satisfazer as necessidades energéticas para o crescimento econômico dos países em desenvolvimento e industrializados sem prejudicar ainda mais o clima e sem alimentar a proliferação nuclear".
Kenneth Benedict, diretor-geral do BAS, foi mais otimista e garantiu que a associação está entusiasmada com a "Primavera Arabe, os movimentos 'Ocupem' e a contestação política na Rússia".

"O poder do povo é essencial para enfrentar os desafios da energia nuclear, resolver os males do aquecimento global e evitar um conflito nuclear em um mundo instável", acrescentou.
Desde que foi criado, em 1947, o Relógio do Apocalipse já foi ajustado 19 vezes.



COMENTÁRIO: Não há duvida alguma que a terra inclina-se para o seu ocaso; que os sinais evidenciam o seu fim. As águas do sub-solo estão diminuindo, onde até os poços artesianos estão secando, incluindo o do prédio em que moro. Os banhados, os alagadiços estão se exaurindo aos poucos; até mesmos aqueles que são sombreados pela vegetação das matas. O aquecimento global é uma realidade inquestionável, pois, em um dia destes a temperatura local nos dava uma sensação térmica de 43º, onde nas ruas era como se estivéssemos sendo cozidos vivos.  


A Bíblia nos relata fidedignamente os acontecimentos dos dias de hoje; os dias do fim; A TERRA SE RESERVA COMO UM TESOURO PARA SER CONSUMIDA PELO FOGO. Só há uma saída descrita profeticamente em II Pedro 3: 


1  AMADOS, escrevo-vos agora esta segunda carta, em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero;
2  Para que vos lembreis das palavras que primeiramente foram ditas pelos santos profetas, e do nosso mandamento, como apóstolos do Senhor e Salvador.
3  Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências,
4  E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
5  Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
6  Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,


7  Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.


8  Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
9  O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.


10  Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.


Amém.


Comente; divulgue e alerte. Porque, "É HORA DE DESPERTAR". O Senhor Jesus Cristo está voltando.  

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

ARQUIDIOCESE DE GOIÂNIA AFASTA PADRE QUE USAVA A BÍBLIA NAS MISSAS


O padre Luiz Augusto, que reunia milhares de pessoas, foi afastado sem explicação oficial


Em um país que já se acostumou a ver padres como Marcelo Rossi e Fábio de Melo atraírem multidões é de se estranhar que o sacerdote Luiz Augusto Ferreira da Silva, 51, da paróquia Sagrada Família em Goiânia seja punido por ser popular.
Chamado de “evangelizador das multidões”, em sua igreja recolhia mensalmente cerca de R$ 450 mil em dízimo (a maior arrecadação de Goiás). Além das missas concorridas, o padre liderava projetos sociais que faziam distribuição de cestas básicas, acolhi moradores de rua e ajudava dependentes químicos com parte da arrecadação. Padre Luiz levava alimentos, brinquedos e celebrava missas para as pessoas que moram em meio ao lixo depositado diariamente no aterro sanitário de Aparecida de Goiânia.
Depois de 15 anos na Sagrada Família, Luiz Augusto, teve de restringido o seu contato com os fiéis por imposição da Arquidiocese de Goiânia. Transferido de paróquia duas vezes por ordem de dom Washington Cruz, arcebispo de Goiânia, está agora proibido de celebrar missas para o público e de participar de programas de rádio e de TV.
Segundo a reportagem da revista ISATOÉ desta semana, não há um motivo claro para essa decisão.  “Trata-se de um caso de nítida perseguição a esse sacerdote, um líder nato que arrebanha multidões, mas causa inveja e ciúme”, disse à revista a odontopediatra Soraya Sebba Chater.
Ela conta que foi criada uma comunidade virtual de apoio ao padre e uma passeata em favor do padre com seis mil fiéis, além de um abaixo-assinado apoiado por cinco mil pessoas pedindo a permanência do pároco na Sagrada Família.
Entre os insatisfeitos está  Maria Dulce Loyola Teixeira, 60, que relata a indignação dos fiéis em um blog. Ela disse: “O público se manifesta, canta, há uma grande euforia nas pregações do padre Luiz Augusto. E os superiores dele veem nisso um excesso”.

Ainda segundo a  revista, um dos motivos para a censura é a liturgia empregada pelo sacerdote, pois ele usa a Bíblia e não os tradicionais folhetos em suas cerimônias. 

No site A Redação,a leitora Jessika Vitória, que afirma conhecer o padre e seu trabalho, deixou o seguinte comentário “Só porque ele não usava folheto na missa e fazia uso da Bíblia era perseguido”.

Um sacerdote funcionário do Tribunal Eclesiástico de São Paulo, declarou: “Eu acredito que o afastamento dele deve ter partido de uma regra disciplinar do próprio bispo local.”
Segundo a arquidiocese, Luiz Augusto  está passando por um processo de “correção da postura pastoral”, que incluem aconselhamentos com o bispo auxiliar de Goiânia, dom Waldemar Passini Dalbello.
Em sua defesa, o padre afirma apenas que “Sinceramente, não vejo motivo para eu seguir afastado… Passei pela Canção Nova (comunidade), onde padres celebram normalmente. Vejo o mesmo na Shalom. Eu não escolheria vir para cá, quando fui transferido da Sagrada Família, se soubesse que aqui eu não poderia celebrar… Se a arquidiocese tem a intenção de me corrigir, me ajudar, tudo bem. Mas seria falso se dissesse que estou contente”.

Com informações A Redação e Isto É


COMENTÁRIO: Sabemos que o uso bíblico segmentado das pregações em cultos, missas e assemelhados trarão ao partícipe um conhecimento sólido das doutrinas divinas. Porque; está escrito que todo aquele que conhece a verdade, a verdade o liberta do desconhecido; aumentando-lhe a fé, pois a bíblia nos diz que: "A FÉ VEM PELO OUVIR, E O OUVIR PELA PALAVRA DE DEUS ". Este conhecimento profícuo fará do seu detentor uma pessoa versada nas leis divinas, e com isso a faz uma pessoa difícil de ser  induzida ao erro. A grande questão é que aquele que aprende direto da bíblia, reconhece o erro quando o vê, e abandona a fé até então professada, provocando uma sangria desmedida nas suas membresias. Porquanto, para que isso não aconteça, muitos optam por cercear o uso direto da bíblia em suas congregações, bem como  em não permitir que os seus membros utilizem-se  da Bíblia Sagrada em suas liturgias. Isto, é o mesmo que o aluno em uma faculdade estar cursando matemática ou outro curso qualquer e não poder-se utilizar-se do livro de matemática, ficando a mercê do seu interlocutor. Com isso, sem base de informação, fica sujeito ao erro.


Comente; dê a sua opinião.


DOUTRINAS E TEOLOGIA


Teologia é o estudo de Deus. A Bíblia é um documentário histórico da revelação de Deus aos homens, e Teologia é uma explicação sistemática e histórica das verdades da Bíblia. Teologia é a ciência que estuda a Deus e a todas as outras doutrinas cristãs que se referem o relacionamento de Deus com o universo e o homem, estuda os fatos relacionados com Deus e as coisas de Deus.
O campo da teologia é normalmente dividida em quatro partes:
Teologia Exegética, Teologia Histórica, Teologia Sistemática, Teologia Prática.  Estaremos definindo a área de atuação de cada um destes campos da Teologia.

A) Teologia Exegética: A exegese se ocupa diretamente ao estudo do Texto Sagrado, é a explicação, interpretação e comentário para esclarecimento, especialmente dos textos bíblicos. A exegese procura descobrir o verdadeiro significado das escrituras. Exegética vem do grego que significa “sacar” ou “extrair” a verdade. Ela busca as bases para orientação, ilustração e interpretação daquele texto. Inclui em seus estudo: as línguas originais da Bíblia, a Arqueologia Bíblica, a Hermenêutica Bíblica e Teologia Bíblica. A exegese é o pano de fundo dos contextos onde a Verdade é revelada.  Os princípios de hermenêutica são fundamentais para a exegese.




Hermenêutica é a ciência de interpretação da Bíblia. Uma das regras básicas na hermenêutica, é o princípio de interpretar determinada passagem  na luz da cultura em que foi escrita. A palavra hermenêutica quer dizer explicar ou interpretar. O papel fundamental do olhar exegético é buscar a significação – qual é o significado do texto. Para entender esta significação é preciso compreender as ferramentas da hermenêutica, o assunto do texto, o significado, as implicações, o gênero literário, normas de linguagem, o contexto, e a cultura local. E a partir daí, partir para a compreensão e interpretação.



B) Teologia Histórica: Ela se ocupa com a origem, desenvolvimento e dispersão da verdadeira religião, das doutrinas, das organizações e práticas doutrinárias. Ela traça a história do povo de Deus através da Bíblia e da igreja desde a época de Cristo. São sua área de expressão: História Bíblica, História da Igreja, História da Doutrina e a História dos Credos e Confissões.

C) Teologia Sistemática: Ela se ocupa numa exposição e explicação sistemática das verdades bíblicas. Ela expõe os fundamentos bíblicos, em ordem sistemática. Ela trata das doutrinas da Bíblia, dos fundamentos bíblicos. Ela apresenta a doutrina cristã. Doutrina significa “ensino”, instrução. São as verdades fundamentais da Bíblia, dispostas em forma sistemática.
A defesa central da Teologia Sistemática está nestes dez assuntos: A Bibliologia –doutrina da Bíblia, a Teologia – doutrina de Deus, Cristologia – a pessoa de Jesus Cristo, Soteriologia – doutrina da salvação, Pneumatologia – doutrina do Espírito Santo, Antropologia –  doutrina do homem, Hamartilogia – doutrina do pecado, Eclesiologia – doutrina da Igreja, Angeologia – doutrina dos anjos, Escatologia – doutrina das últimas coisas. É sistemática no sentido de estar a matéria agrupada segundo uma ordem definida.



A Apologética é uma importantíssima ciência entrelaçada à teologia sistemática. Apologética é a defesa da fé. Vem da raiz da palavra “apologia”, que quer dizer, discurso ou escrito para justificar ou defender.








D) Teologia Prática: Ela trata da aplicação da teologia na regeneração, santificação, edificação, educação e serviço cristão. São matérias da Teologia Prática: Homilética, Administração Eclesiástica, Educação Cristã, Missões.




Venha estudar a palavra  Divina e seja mais um obreiro capacitado para a grande Seara do Senhor Jesus Cristo, nas Escolas de Ensino Teológico das Assembléia de Deus.





Em Alegrete, informe-se com os irmãos João e Graziela Ghesla, no fones  55 3422 9758 e 9921 3749 ou Luis Oliveira - 55 9964 6351, onde estaremos a sua inteira disposição para dirimir-mos quaisquer dúvida sobre este excelente curso teológico de nível médio.







quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

VIDA DE MENINO


Uma Pequena História:

Conheci um menino pobre que foi criado sem pai e a sua mãe era o esteio da casa. As suas necessidades quando supridas era com muito esforço e abnegação. A forma de amor que lhe fora dedicado era rude, pois, deste modo rude a sua mãe fora criada junto a estranhos, por não ter pai e nem mãe a dedicar-lhe o devido afeto. (Quem não recebeu, dificilmente tem para dar).

Este menino foi crescendo com aquela sina e aquilo era um fardo incomodo de carregar.
O mundo cobrava-lhe resultados, mas ele precisava era de amor. Quando falava, emitia julgamentos; diagnósticos e conceitos, mas, com pouco ou nenhum sentimento. As boas obras tinham um custo de obrigação, mas, pouco ou nada provinha do coração.

O tempo foi passando, os resultados materiais foram aparecendo, mas faltava-lhe algo que não conseguia com o esforço do braço ou com a sabedoria. O que lhe faltava gerava um imenso vazio a fustigar-lhe a alma. A paz de espírito era uma refém da ansiedade, que por sua vez uma passageira da desilusão Tudo o que tinha vivido e adquirido, os seus valores eram como meras etiquetas na vitrine do égo.

Nesta “egocentria” o próximo estava distante; Deus era coisa falada, mas, NUNCA CULTUADA; Sua fatídica herança o tornara uma pessoa de resultados para os outros verem, mas, o seu interior era desprovido de amor.

A dor foi o chicote sagaz a conduzi-lo pelos caminhos do coração; o que era máscara, aparências, para nada servia e os olhos da razão voltaram-se ao coração.

Aquele menino teve um ENCONTRO COM DEUS e deste então a sua vida vem mudando dia a dia. O que era uma imposição, hoje é uma mera recordação. Recuperar o tempo perdido é a missão. A vida teve um outro sentido; o passado foi a escola; o presente, um presente divino.

Agregar sentimentos benévolos, eis a questão. Deus nos dará a paga de tudo o que provém do coração.

Dizer que o destino já foi traçado desde a nossa infância é um mero atestado de contentamento com o infortúnio.

Viver é preciso, é preciso viver. Ser feliz eis a questão.

Um menino.

DESENCONTROS DA ALMA


Histórico: Guiado pelo Espírito, escrevera do fundo da alma a entes queridos meus. O tema fora tão abrangente que resolvi compartilhar com os amigos da WEB.

"A vida passa como o vento. Só vemos o mover das folhas.  Está chegando o inverno; a garoa fria na vidraça reflete os desencontros da alma.  Por mais que queiramos parecer sóbrios e satisfeitos, lá no fundo, no canto do baú, nos falta algo que os valores materiais não compram.
Posso até dizer: "Tenho tudo que quero", mas, não é tudo o que tenho que me torna totalmente feliz. Há uma lacuna; há um vazio; uma vaga no coração, no fundo da alma que não tem como preencher naquilo que a vida pode nos oferecer. O espírito vaga lentamente em perdidas recordações. Uma lágrima teimosa rola quente e vai ao chão. Até podemos ouvir o silencioso soluçar de um peito que por dentro chora, mas, na fronte o sorriso é um aporte, como se fosse à máscara do dia a dia.
 Quantas vezes já fomos ao espelho e perguntamos a nós mesmos: Para onde vou? - Aonde quero chegar?. - As perguntas ecoam na mente como um martelo a esmiuçar a penha. As respostas nunca chegam e perdem-se no vazio do tempo”. 
                                                                                                                                            Luis Oliveira

 É neste momento é que lembramo-nos das serenas palavras do Senhor Jesus, proferidas há  2000 anos atrás, e nestas palavras trazia a seguinte questão, ASSIM COLOCADAS POR ELE: 


"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? . Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras." (Mateus 16:26, 27)

RESPONDIDAS POR DEUS ATRAVÉS DO SALMISTA: “Aqueles que confiam na sua fazenda, e se gloriam na multidão das suas riquezas, Nenhum deles de modo algum pode remir a seu irmão, ou dar a Deus o resgate dele. (Pois a redenção da sua alma é caríssima, e cessará para sempre), (Salmos 49:6, 7 e 8)

UMA ALMA NÃO TEM PREÇO QUE PAGUE, E SÓ JESUS PODE RESGATÁ-LA: “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto? (João 11: 25 e 26).

A VERDADEIRA PAZ SÓ ENCONTRAREMOS EM JESUS: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (João 16 : 33).

PORTANTO A SOLUÇÃO DE TUDO É: "Entrega o teu caminho ao SENHOR; confianele, e ele o fará."  (Salmos 37 : 5)

PORQUANTO, há uma esperança: SORRIA, no dia que encontramos a verdade; no dia em que encontramos Jesus o Cristo, tudo muda, tudo se transforma. A alegria volta pela espontaneidade da alegria, pois, o que não tínhamos, o que era vago, o que estava vazio é preenchido e voltamos a viver com a intensidade do ser. Com a certeza de vida eterna. O que era tristeza, mágoas e recordações indevidas, são agora meros marcos na estrada.Tudo o que escrevi; isto já vivi. Hoje sou nova criatura em Cristo. O que tive de bom, isto almejo para vocês queridos amigos em nome do Senhor Jesus.



PROGRAMA EVANGÉLICO É HORA DE DESPERTAR



Este é um programa inspirado por Deus e idealizado por nós na Rádio Sentinela FM 104.9 MHZ Alegrete; em todos os sábados às 14:00 hs; onde vem alertar ao povo  divino sobre a proximidade da vinda do Senhor Jesus Cristo de Nazaré. Resgatando as queridas almas; com louvores,     com uma palavra de ensino; conforto; carinho e afeto.
Este Programa é apresentado por crentes de vários setores da Igreja Assembléia de Deus de Alegrete RS. Sintonize-nos também via Web http://www.radiosentinelafm.com.br. Participe; Comente, envie-nos a sua sugestão e peça o seu louvor.

ISRAEL

UM RESUMIDO HISTÓRICO SOBRE O ESTADO DE ISRAEL


O reino de Israel é um dos dois que se estabeleceram na Judéia depois da morte de Salomão. Durou 248 anos e foi destruído por Salmansar.
Dependendo da fonte que se consulte, podem-se encontrar diversas versões sobre o marco histórico da constituição do Estado de Israel.
Desde tempos remotos, os judeus que viviam espalhados por todo o mundo sonhavam em voltar ao Sião, o lugar onde 2 mil anos antes havia os reinos israelitas. Sião é o nome de uma colina hierosolimita que, com o uso, tornou-se sinônimo de Jerusalém e depois de toda a coletividade judia.
Em 1896 o jornalista vienense Theodor Herzl publicou um livro com o título O Estado judeu, retomando a idéia de constituir esse sonhado Estado. O que não se levou em conta foi o fato de que no lugar escolhido para a criação do Estado já vivia meio milhão de árabes, com raízes e tradições milenares.
Durante a Primeira Guerra Mundial, a Inglaterra e a França dividiram entre si o que restava do império otomano no Oriente Médio.
Para atingir seus objetivos, os adeptos da idéia de Herzl desenvolveram uma política de aliança com as grandes potências capitalistas, e os britânicos estavam certos de que a causa dos nacionalistas judeus podia lhes servir de pretexto para ficar com o norte da Palestina.
O ministro das Relações Exteriores, Arthur Balfour, que fora primeiro-ministro em 1905 e na ocasião se opusera à imigração judia para a Grã-Bretanha, declarou em 2 de novembro de 1917 seu total apoio à instalação de um Lar Nacional Judeu na Palestina. Balfour afirmou, num pronunciamento que posteriormente ficaria conhecido como Declaração de Balfour, que "o Governo de sua Majestade vê com bons olhos a idéia do estabelecimento, na Palestina, de um solo pátrio para os judeus, e se empenhará o máximo para facilitar a realização desse objetivo, entendendo-se claramente que não se fará nada em prejuízo dos direitos civis e religiosos dos demais habitantes não judeus e suas comunidades na Palestina". Os habitantes não-judeus que habitavam a Palestina representavam à época 90% da população.
Com o apoio britânico, organizou-se a transferência de judeus de todas as partes do mundo. No início do século XX viviam na Palestina 500 mil árabes e 50 mil judeus. Tão grande foi a imigração que, em 1935, o número de judeus na região chegava a 300 mil, isto é, 2% dos 15,5 milhões de judeus existentes então no mundo.
A Segunda Guerra Mundial favoreceu a imigração porque a Alemanha anti-semita promoveu assassinatos e perseguições indiscriminadas e injustas contra o povo judeu, obrigado muitos deles a emigrar para essas terras. Assim, os judeus emigraram principalmente da Europa Oriental, procedentes da Rússia, dos Estados bálticos e da Polônia. A diversidade de suas línguas motivou o renascimento de seu quase morto idioma dos tempos antigos, o hebraico, antes usado apenas nos ofícios religiosos.
Ao final da Segunda Guerra Mundial, os britânicos ainda tinham o controle da Palestina, embora tivessem concedido a independência a suas colônias Iraque e Jordânia.
Ante a imigração massiva e os primeiros enfrentamentos entre palestinos e judeus, os britânicos viram ameaçado o seu domínio sobre os territórios em questão, e em fevereiro de 1947 resolveram apresentar o problema palestino às Nações Unidas. Uma comissão especial recomendou a divisão do território em dois Estados independentes, um árabe, outro judeu. Quanto a Jerusalém, que ambos os povos queriam controlar, deveria ficar sob autoridade internacional.
A União Soviética prestou todo o seu apoio à criação do Estado de Israel, pois preferia isso à continuidade de uma base militar britânica na área.
Finalmente a Assembléia-Geral da ONU aprovou o plano de divisão, por 33 votos a 13. Naturalmente, os países árabes se opuseram, além da Índia, e houve dez abstenções. Em 14 de maio de 1948 o Alto Comissário inglês se retirou da Palestina e proclamou-se o Estado de Israel.
O que as Nações Unidas não levaram em conta é que Jerusalém ficara sob o controle dos muçulmanos por quase setecentos anos, de 1244 a 1917. Essa cidade e grande parte desse território são "terras sagradas" para três religiões distintas: muçulmana, judaica e cristã.
Depois da proclamação do novo Estado, os exércitos da Jordânia, do Egito, da Síria, do Iraque e do Líbano não toleraram a situação e atacaram imediatamente. A guerra não durou muito e terminou com um armistício firmado em janeiro de 1949. Como decorrência do conflito, Israel aumentou em 40% o território que lhe cabia pelo plano de partição.
Há muitas teorias para explicar o significado de "Israel", que segundo alguns quer dizer "mente que vê Deus" ou "homem que vê Deus".
Segundo alguns estudiosos, o nome "Israel" ou "Ysrael" figura mais de 2.570 vezes nas Sagradas Escrituras. Na primeira menção, Jacó lutou contra um ser angelical. O mundo inteiro foi afetado pela contenda. O texto da Bíblia diz o seguinte:
- Naquela mesma noite, ele se levantou, tomou suas duas mulheres, suas duas servas, seus onze filhos e passou o vau do Jacob. Ele os tomou e os fez passar a torrente e fez passar também tudo o que possuía. E Jacó ficou só. E alguém lutou com ele até surgir a aurora. Vendo que não o dominava, tocou-lhe na articulação da coxa, e a coxa de Jacó se deslocou enquanto lutava com ele. Ele disse: "Deixa-me ir, pois já rompeu o dia". Mas Jacó respondeu: "Eu não te deixarei se não me abençoares". Ele lhe perguntou: "Qual é o teu nome?" - "Jacó", respondeu ele. Ele retomou: "Não te chamarás mais Jacó, mas Israel, porque foste forte contra Deus e contra os homens, e tu prevaleceste". Jacó fez esta pergunta: "Revela-me teu nome, por favor". Mas ele respondeu: "Porque perguntas pelo meu nome?". E ali mesmo o abençoou. Jacó deu a este lugar o nome de Fanuel, "porque", disse ele, "eu vi Deus face a face e a minha vida foi salva". Nascendo o sol, ele tinha passado Fanuel e manquejava de uma coxa. Por isso os israelitas, até hoje, não comem o nervo ciático que está na articulação da coxa, porque ele feriu Jacó na articulação da coxa, no nervo ciático.
O nome "Israel" nasceu, pois, de uma benção. "Jacó" deriva da raiz "Kov", que significa "agarrar pelo calcanhar", "enganar", "conter", "ficar" ou "suplantar".
Jacó foi chamado assim porque saiu do ventre da mãe segurando o calcanhar do irmão gêmeo Esaú, que nascera primeiro.
Também no que tange a essa etimologia, podemos acrescentar que o nome "Israel" é derivado de duas palavras: de um lado, "Sara", cuja raiz significa "lutar", "prevalecer", "ter poder como um príncipe"; de outro, a palavra "El", que quer dizer "força", "poder", especialmente como o Onipotente. Portanto, poderíamos expressar o significado de "Israel" como "príncipe poderoso que luta e prevalece", "soldado de Deus" ou "aquele que governa com o Todo-Poderoso".


Obs: o presente artigo é advindo de fonte desconhecida. Ao autor se dê verdadeiramente o crédito.

MENSAGENS DO CORAÇÃO


Quem ouve a voz do coração quando ele reclama?
Quando ele palpita e nos clama?
Querendo dizer-nos algo que a mente não o lê
Aflitos, desnorteados, procuramos o porque?

O que temos, não nos conforta
Um vazio nos toma o ser
Procuramos uma mensagem
Que possa nos dar o porque?
De estarmos nesta viagem.

Os deleites desta vida, são coisas desvirtuadas.
Os caminhos percorridos, são meros marcos na estrada.
O abandono é sentido, deixando-nos na contramão
Os sentimentos vividos, apertam o coração.

A razão de nossos dias
Começam a ser questionada
Que faço eu nesta vida?
Que faço eu nesta estrada?

Definha o nosso espírito
Definha o nosso ser
Logo jogamos a culpa
Na falta de um bem querer.

Não abrimos os nossos peito
Pra ouvir a voz da razão.
É Jesus Cristo chamando
Pra ocupar-nos o coração.

E preencher nossa vida, com a sua doce união
Para alongar nossos dias, Ele nos estende a Sua mão
Para curar as feridas, deixadas pela ilusão
Para refazer nossas vidas, Ele é a Salvação.

Eis que tudo se faz novo
Vivemos em novos dias
De um passado distante, lembramos sem nostalgia
Pois agora somos, os mensageiros da alegria.

Todo aquele que a ler
Esta mensagem exposta
Lembrar-se-á de um amigo
Que está nesta encosta
Leve a ele bem depressa
Pois só Cristo é a resposta.

O mensageiro de Cristo, será bem recompensado
Pois uma alma que salva, no memorial ta gravado
Uma coroa de louros, lhe será galardoado
E Jesus Cristo eterno, lhe cobrirá muitos pecados.

Luis Oliveira

A HISTÓRIA DA IGREJA ASSEMBLÉIA DE DEUS


No início do século XX, apesar da presença de imigrantes alemães e suíços de origem protestante e do valoroso trabalho de missionários d e igrejas evangélicas tradicionais, nosso país era quase que totalmente católico. A origem das Assembléias de Deus no Brasil está no fogo do reavivamento que varreu o mundo por volta de 1900, início do século 20, especialmente na América do Norte.
Os participantes desse reavivamento ficaram cheios do Espírito Santo da mesma forma que os discípulos e os seguidores de Jesus durante a Festa Judaica do Petencoste, no início da Igreja Primitiva (Atos 2). 

Assim eles foram chamados de "pentecostais".Exatamente como os crentes que estavam no Cenáculo, os precursores do reavivamento do século 20 falaram em línguas quando receberam o batismo no Espírito Santo. Outras manifestações sobre naturais tais como profecia, interpretação de línguas, conversões e curas também aconteceram (Atos 2). 



Quando Daniel Berg e Gunnar Vingren chegaram a Belém do Pará, em 19 de novembro de 1910, ninguém poderia imaginar que aqueles dois jovens suecos estavam para iniciar um movimento que alteraria profundamente o perfil religioso e até social do Brasil por meio da pregação de Jesus Cristo como o único e suficiente Salvador da Humanidade e a atualidade do Batismo no Espírito Santo e dos dons espirituais. As igrejas existentes na época – Batista de Belém, Presbiteriana, Anglicana e Metodista, ficaram bastante incomodadas com a nova doutrina dos missionários, principalmente por causa de alguns irmãos que se mostravam abertos ao ensino pentecostal. 



A irmã Celina de Albuquerque, na madrugada do dia 18 de junho de 1911 foi a primeira crente a receber o batismo no Espírito Santo, o que não demorou a ocorrer também com outros irmãos.

O clima ficou tenso naquela comunidade, pois um número cada vez maior de membros curiosos visitava a residência de Berg e Vingren, onde realizavam reuniões de oração. Resultado: eles e mais dezenove irmãos acabaram sendo expullsos da Igreja Batista. Convictos e resolvidos a se organizar, fundaram a Missão de Fé Apostólica em 18 de junho de 1911, que mais tarde, em 1918, ficou conhecida como Assembléia de Deus. Em poucas décadas, a Assembléia de Deus, a partir de Belém do Pará, onde nasceu, começou a penetrar em todas as vilas e cidades até alcançar os grandes centros urbanos como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Em virtude de seu fenomenal crescimento, os pentecostais começaram a fazer diferença no cenário religioso brasileiro. De repente, o clero católico despertou para uma possibilidade jamais imaginada: o Brasil poderia vir a tornar-se, no futuro, uma nação protestante. A Assembléia de Deus é  uma  comunidade  protestante, segundo os princípios da Reformada Protestante pregada por Martinho Lutero, no século 16, contra a Igreja Católica. Cremos que qualquer pessoa pode se dirigir diretamente a Deus baseada na morte de Jesus na cruz. Este é um relacionamento pessoal e significativo com Jesus. Embora sejamos menos formais em nossa adoração a Deus do que muitas denominações protestantes, a Assembléia de Deus se identifica com eles na fundamentação bíblica doutrinária, com exceção da doutrina pentecostal (Hebreus 4.14-16; 6.20; Efésios 2.18). 


A Assembléia de Deus é uma igreja evangélica pentecostal que prima pela ortodoxia doutrinária. Tendo a Bíblia como a sua única regra de fé e prática, acha-se comprometida com a evangelização do Brasil e do mundo, conformando-se plenamente com as reivindicações da Grande Comissão. A doutrina que distingue as Assembléias de Deus de outras igrejas diz respeito ao batismo no Espírito Santo. As Assembléias de Deus crêem que o batismo no Espírito Santo concede aos crentes vários benefícios como estão registrados no Novo Testamento. Estes incluem poder para testemunhar e servir aos outros; uma dedicação à obra de Deus; um amor mais intenso por Cristo, sua Palavra, e pelos perdidos; e o recebimento de dons espirituais (Atos 1.4,8; 8.15-17). 

As Assembléias de Deus crêem que quando o Espírito Santo é derramado, ele enche o crente e fala em línguas estranhas como aconteceu com os 120 crentes no Cenáculo, no Dia de Pentecoste. Embora esta convicção pentecostal seja distintiva, a Assembléia de Deus não a tem como mais importante do que as outras doutrinas (Atos 2.4). O seu Credo de Fé realça a salvação pela fé no sacrifício vicário de Cristo, a atualidade do batismo no Espírito Santo e dos dons espirituais e a bendita esperança na segunda vinda do Senhor Jesus. Consciente de sua missão, a Assembléia de Deus não prevalece do fato de ter, segundo algumas estatísticas, em torno de oito milhões de membros. Apesar de sua força e penetração social, optou por agir profética e sacerdotalmente. Se por um lado, protesta contra as iniqüidades sociais, por outro, não pode descurar de suas responsabilidades intercessórias.  Sendo uma comunidade de fé, serviço e adoração, a Assembléia de Deus não pode furtar-se às suas obrigações – proclamar o Evangelho de Cristo e promover espiritual, moral e socialmente o povo de Deus. Somente assim, estaremos nos firmando, definitivamente, como agência do Reino de Deus.

As Assembléias de Deus não são a única igreja. Deus está usando muitos outros para alcançar o mundo para Ele. Nos cenários brasileiro e mundial somos uma das muitas denominações comprometidas em conduzir crianças, adolescentes, jovens e adultos a Cristo. Nossa oração nas Assembléias de Deus é que sejamos usados por Deus para ajudar os perdidos e propiciar um ambiente onde o Espírito Santo possa realizar sua obra especial na vida dos que crêem. Se você ainda não pertence à uma igreja, queremos lhe convidar a adorar a Deus em Espírito e em verdade, numa de nossas igrejas (João 4.24).