terça-feira, 22 de abril de 2014

O CORAÇÃO - SÓ A METADE DEI A DEUS

Conta-se uma história no meio evangélico onde dá-se o local, os nomes e bem como às  suas consequências.

- Em um determinado culto havia um cidadão em que lá estava para duvidar e a fazer pouco dos seu efeitos.

Na hora do convite para ver quem queria entregar a sua vida aos Senhor Jesus Cristo, ele, com certo desdém profere ao pregador que: "EU QUERO DAR SÓ ESTA METADE DO MEU CORPO AO SENHOR"; e se o pregador aceitava a sua decisão.

Para o Senhor as coisas começam dos poucos para chegar a sua plenitude; no que o pregador aceitou QUE ELE DESSE SÓ AQUELA METADE DO SEU CORPO AO SENHOR.

Findo o culto, foi para sua casa, mas, em meio a noite foi acometido de uma paralisia e deformação desde a face até o pé NAQUELA METADE a qual ficara pelo seu domínio.

A metade que fora doada ao Senhor estava intacta, mas a outra estava paralisada como estivesse morta.

Quando não nos doamos ao Senhor de espírito, alma e corpo, uma parte de nós estará ficando paralisada, o que nos levará a morte espiritual e até mesmo física em muitos outros casos.

No entanto, ele com as forças que tinha, lembrou-se da sua fatídica decisão e pediu que fossem chamar o pregador para que orasse por ele para que Deus o perdoasse do seu erro, restabelecendo a sua integridade física. Porquanto, iria entregar TODA A SUA VIDA, ALMA E CORPO AO SENHOR JESUS.

O pregador foi, orou, e Deus fez o milagre da restauração.

Todo aquele que confessa, se arrepende e deixa, alcança a misericórdia do Senhor.

A METADE DO CORAÇÃO
Assim somos nós que nunca o doamos na sua plenitude ao Senhor; sempre queremos ficar com o domínio próprio de uma parte do terreno indócil que é o nosso coração.

A palavra do Senhor nos que o nosso coração é ENGANOSO E PERVERSO e que nós NÃO O CONHECEMOS (Jeremias 17:9).

Quando esta parte que ainda não doamos ao Senhor age, ela faz aquilo que desagrada a Deus; pois, em não estando sobre o seu domínio divino, ela quer servir ao outro senhor, no materialismo (Mateus 6:24), nas coisas inerentes a natureza da carne que é fraca (Mateus 26:41 e Gálatas 5:19-21).

Porquanto, estando eu nesta indevida condição quero olhar o que não devo olhar; ouvir o que não devemos ouvir e estar aonde não nos é permitido por Deus estar e fazer; (Salmos 1; 15 e 24; Isaías 33:14-16).

Assim sendo, aquele pouquinho de fermento levedou (inchou, alterou, estragou) toda a massa (I Coríntios 5:6)

"Se" não ocupo o meu coração nas coisas boas e nas que são de Deus (Filipenses todos os capítulos), passo a ser um campo fértil para a semente do maligno.

Precisamos que o Senhor restabeleça a nossa integridade espiritual ao nos entregarmos de espirito alma e corpo (I Tessalonicenses 5:23) AO SEU DILETO DOMÍNIO.

O TODO, TODA E TUDO
A Escritura de ( II Timóteo 3:16-17) e em nosso ser deve ser passada com AMOR no TODO, TODA E EM TUDO conforme a vontade do Senhor.


MATEUS 22:37 E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de TODO O TEU CORAÇÃO, e de TODA a tua alma, e de TODO o teu pensamento. 



22:38 Este é o primeiro e grande mandamento. 



22:39 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. 

22:40 Destes dois mandamentos dependem TODA a lei e os profetas. 


MEDIDAS DE ESPAÇO, LOTAÇÃO E COMPROMETIMENTO
Em tudo somos medidos pelo Senhor, pois há que se ter um medida certa para que se tenha um juízo correto, mediante uma avaliação perfeita.

AS MEDIDAS DO CORAÇÃO PARA SALOMÃO:

I CRÔNICAS 28:9 E tu, meu filho Salomão, conhece o Deus de teu pai, e serve-o com um coração perfeito e com uma alma voluntária; porque esquadrinha (avalia, mede, pesa) o SENHOR todos os corações, e entende todas as imaginações dos pensamentos; se o buscares, será achado de ti; porém, se o deixares, rejeitar-te-á para sempre. 
28:10 Olha, pois, agora, porque o SENHOR te escolheu para edificares uma casa para o santuário; esforça-te, e faze a obra. 

OS CAMINHOS DO CORAÇÃO
O nosso coração se configura em muitas vezes em ser de dobre ânimo; uma hora está em um caminho e noutra em outro. Conquanto, é um coração dividido, inconstante e  sujeito aos açoites e condições dos ventos.

Tiago 1:8 O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos. 

Porquanto, a palavra do Senhor prevendo toda esta inconstância nos assevera que: 

Salmos 37:5 Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará. 

Como bem vemos que não são os teus (nossos) caminhos, mas um só caminho de um só coração.

Só o Senhor Jesus Cristo é o caminho que nos encaminha para os acertos nos rumos da salvação.

Só Ele é o caminho a verdade e a vida; se não entregamos todo o nosso coração a Aquele que é o autor e consumador de nossa fé, ficamos com parte dele a qual é sujeita a muitos erros e poucos acertos.

A IDENTIDADE DE UM SÓ CORAÇÃO
Se não negar a mim mesmo e não tomar a minha cruz para segui-lo (Mateus 16:24; Marcos 8:34; 9:23 e João , jamais poderei dizer não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim (Gálatas 2:20), pois quem aceita seguir ao Senhor Jesus Cristo perde a sua antiga identidade e ganha uma nova a qual está ligada a cruz Dele.

Gálatas 2:20 Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim

HÁ UMA LUTA FERRENHA DO ESPÍRITO CONTRA A CARNE,  e a alma que está de fora, aguarda o desenrolar deste embate, pois o que vencer a levará para o céu ou para o inferno.

Porquanto, o que for mais alimentado é o que vencerá esta batalha e com ela a guerra.

CONCLUSÃO:
Por mais que queiramos não negar a nós mesmos e ainda obtermos a salvação de nossas almas, isto jamais encontrará êxito, pois o plano divino da salvação se encontra em um só coração.

Conquanto, há dois tipos de coração: O humilde que é segundo a palavra de Deus e o soberbo, aquele que está ligado a soberba da vida e com ela o materialismo.

No entanto, só os humildes de um só coração alcançarão descanso para às suas almas:

Mateus 11:29 Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.

Resumindo:

As coisas da carne é que nos deixam de dobre ânimo (de dois corações), enquanto, as do Espírito nos unificam em uma só fé e em um só Senhor. 

sexta-feira, 11 de abril de 2014

A IDADE DA FÉ NA IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO

Disse o pregador em Eclesiastes 3 que há um tempo determinado por Deus para TODAS ÀS COISAS.

Que há um tempo de nascer e um tempo de morrer, considerando-se que neste permeio há o tempo de viver.

Como tudo na vida tem fases, etapas e periodos; assim também o é na nossa existência espiritual.

Ninguém se nasce grande sem ter sido antes pequeno e médio, para depois crescer até um tempo determinado por Deus para nossa exaltação.

Quando exalto-me que sou grande é o maior atestado que sou pequeno demais para entender das verdades divinas; pois Deus exalta o pequeno e abate o soberbo na sua exaltação.

Para aprendermos a lição desta existência, só sendo humildade e manso de coração como é o nosso amado mestre, o Senhor Jesus Cristo da humilde Nazaré.

Porquanto, o nascimento na fé tem que ser na manjedoura da humildade, conservando-se nela desde a tenra idade até  a eternidade.

O BEBÊ NA FÉ:
A maior alegria na família da fé é quando vem a luz uma alma que estava nas trevas; quando aquele (a) que dantes estava morto (a), envolto (a) na barriga do pecado, e torna-se uma nova criatura no Senhor Jesus Cristo.

Há uma festa no céu para o pecador que se arrepende e vem para o Senhor Jesus Cristo, nascendo na fé.

O tempo de bebê na fé é o de chorar e o de rir, comparativo em parábola de Eclesiastes 3:4  

"Tempo de chorar, e tempo de rir"; 

NESTA FASE tudo é novidade, ansiedade na fome de aprender e comer da palavra onde se emociona, chora e ri; porque não tinha vindo antes servir a este Deus tão grande?

Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis,"  (I Coríntios 3 : 2)

O MENINO NA FÉ:
Nós como meninos somos carnais, vivendo de contendas e dissenções; andando segundo os homens e não segundo a Cristo.

Se ainda sou menino na fé, ando segundo os rudimentos da carne e não segundo o Espírito.

Em Eclesiastes 3 diria-se no tempo de espalhar pedras; de arrancar ( e não de colher no tempo certo) o que antes tinha bem plantado; tempo de afastar-se de abraçar, de odiar; tempo de guerra e de matar.

Se sou ainda menino na fé, vivo brigando com um e com outro; NÃO ACEITO JUGO DE AUTORIDADES CONSTITUÍDAS POR DEUS (Romanos 13), não obedeço a ninguém e AINDA QUERO ANDAR SEGUNDO AOS HOMENS *(Isaías 29, ver contexto) E NÃO SEGUNDO A CRISTO como versa no contexto abaixo:


"E EU, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo."  (I Coríntios 3 : 1)

3  Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? *(contexto em Isaías 29)

4  Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais?

5  Pois, quem é Paulo, e quem é Apolo, senão ministros pelos quais crestes, e conforme o que o SENHOR deu a cada um?

6  Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento.

*CONTEXTO DE ISAÍAS 29:13  Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído;

Não só de coisas ruins vive o menino, pois ele também planta, mas só que ele mesmo quer regar e quer colher. Ele quer ver o fruto de seu trabalho na vitrine dos olhos de outrens. Ele é também voluntário, impulsivo e destemido.

O ADULTO (HOMEM) NA FÉ:
Entre a fase de menino e do adulto, existe a fase do jovem (mocidade) na fé. Esta é a fase em que começamos a meditar para ver onde estamos errando e onde estamos acertando. Esta é afase de transição enter o tempo de perder tempo e tempo de ganhar tempo.

"Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino."  (I Coríntios 13 : 11)

Esta  é a fase de pacificar (tempo de trazer paz, no fazer cessar as guerras); tempo de costurar aquilo que rasgou; tempo de abraçar e de ficar quieto na afronta para evitar as guerras.

Também é neste tempo o tempo de amar, de perdoar e do pedir perdão para acabar com o tempo de menino; saindo da menor idade para ganhar a identidade divina da maior idade espiritual.

OS PRESBÍTEROS NA FÉ
O termo presbítero quer dizer idôneo na fé, embasado e confirmado nela. É um apascentador de ovelhas; um ganhador de almas; que sofre as aflições do Senhor Jesus Cristo e delas é testemunha, pois trás em si mesmo as marcas da cruz do seu Senhor.

"AOS presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar:"  (I Pedro 5 : 1)

Ser presbítero (idôneo) na fé é aquele independente da idade que tem, que vive,  fala e ensina pela palavra divina, para que em tudo o Senhor Jesus Cristo seja glorifcado, pois como um vaso fora moldado pelas mãos do oleiro.

"Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém."  (I Pedro 4 : 11)

Ser presbítero (idôneo) na fé, não busca a sublimidade das palavras do conhecimento humano, mas a prega na revelação e no poder da unção divina (I Coríntios 2). Com sinais que o seguem e com os frutos do Espírito que o identificam.

A PALAVRA DO SENHOR POR SI MESMO FALA:

"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;"  (II Timóteo 3 : 16)

PARA QUÊ ELA POR SI MESMO FALA?

"Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra."  (II Timóteo 3 : 17)

"TODA" A "ESCRITURA É DIVINAMENTE INSPIRADA"

Que o Senhor em sua imensa paciência e misericórdia possa perdoar a todos nós, nesta carreira rumo ao alvo que é o Senhor Jesus Cristo, AJUDANDO-NOS A CRESCER SEGUNDO A SUA PALAVRA.

Assim nos veio, assim o escrevemos.


sábado, 5 de abril de 2014

O BENEFÍCIO DA DÚVIDA

Se estamos certos ou se estamos errados é a palavra do Senhor que nos julga. É ela que pesa e mede as nossas atitudes, as nossas iniciativas e até mesmo a nossa omissão no não praticar o que Deus colocou em nossas mãos.

Não saber e acreditar que está certo faz parte da nossa meninice espiritual, mas no momento que conhecemos a verdade, a verdade em nome do Senhor Jesus Cristo vai nos libertando e aos poucos vamos crescendo na idade da fé.

Portanto, para todas as coisas existe um tempo determinado por Deus. Tempo de nascer; de ser bebê; de ser criança; de ser adolescente; de ser jovem, adulto e sênior na fé.

Pecamos quando julgamos aquilo que não está em nós julgar, pois no tempo da fé, o Senhor está a medi-la através do nosso coração.

Ele não quer que nenhum se perca, e através da sua misericórdia, na dispensação da graça, tem evitado que muitos de nós sejamos destruídos.

Porquanto, de maneira nenhuma deve-se apagar o morrão que ainda fumega ou trilhar a cana quebrada.

Se ocupo a cadeira de Moisés ou tento colocar a toga e impor-me como juiz dizendo quem descerá ao abismo ou até mesmo quem subirá ao céu, USURPO AO SENHOR e seria como se trouxesse do alto ao Senhor Jesus Cristo para determinar o juízo divino antes do seu tempo.

A fé tem idade e o ministério também. Se sou neófito nela, de maneira nenhuma saberei cuidar da igreja do Senhor, mas estarei esparramando as ovelhas, oprimindo o pequeno e afrontando os seniores escolhidos por Deus para serem mordomos de sua obra.

Nada pode ser antes do tempo determinado por Deus, muito embora sejamos nomeados antes desse tempo, o Senhor de nós colherá os seus frutos, pois ELE COLHE AONDE NÃO PLANTOU.

Olhar para onde caímos, lamber as feridas e consertar o erro é o que Senhor espera de nós na estrada da salvação. 

O BENEFÍCIO DA DÚVIDA
Só o Senhor conhece os corações e sabe discernir do que é do que não é signatário da salvação. No entanto, o Senhor é o Deus das oportunidades como vemos pelo exemplo de Judas, pois mesmo sabendo que ele seria o traidor não o eximiu da oportunidade da porta da salvação.

Nós no entanto, não tendo tal atributo, podemos ter até a dúvida, mas nunca através dela ser o magistrado acima do bem e do mal.

O Senhor pela sua benevolência, permite-nos o benefício da dúvida, a qual segundo a sua vontade pode ou não nos confirmar a procedência dela.

Imagine-se só que: Desacredito naquilo que meus irmãos de fé dizem por sua interpretação da Palavra Divina, e já os coloco em vitupério, na execração pública, e se o entendimento estiver certo diante de Deus?

Torno-me injusto diante do Senhor e do meu semelhante, com os quais terei que pagar aquilo que plantei.

Posso até ter o benefício da dúvida, mas nunca querendo me beneficiar dela.

Assim me veio, assim o escrevi.

quinta-feira, 3 de abril de 2014

A APROXIMAÇÃO PARA COM DEUS

A medida que aquele desconhecido cantor foi crescendo no meio pop, do mesmo modo foi crescendo a necessidade de protegê-lo. Seus guarda-costas tiveram que o cercar de uma maneira tal que só os mais conhecidos podiam estar com ele.

Foi preciso ter algum valor para aproximar-se dele, pois quem não fosse conhecido e não tivesse o valor requerido, não podia com ele estar.

Há um processo de seleção natural no meio artístico onde existe um processo gradativo de separação da vida dantes vivida com a nova vida em questão.

A troca de estágios vividos são como degraus de uma escada onde o topo é o limite.

Muitos em meio a caminhada, quando estão á vários degraus em sua escalada, perdem o foco, entram no mundo das drogas, e o chão é o seu destino.

O âmago da das histórias são sempre as mesmos. Trocam os meios; os nomes e os lugares, mas a condição não troca; pois ela é cíclica em cada tempo da vida.

Da mesma forma o é no mundo espiritual. Quem vivia com um senhor e quer servir o outro, dele e de suas coisas tem que se afastar.

A APROXIMAÇÃO PARA ESTAR COM DEUS
Em inúmeros versículos bíblicos vemos a condicional "SE" o se sim ou o se não. Como bem vemos não existe a condição intermediária, a de mais ou menos e ou a do morno,  mas sim de "É" ou "NÃO É".

"SE" vós estiverdes em mim e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito". (João 15)

As Sagradas Escrituras nos dizem que SÃO SIM E AMÉM. 

Porquanto, há uma condição elementar e imperativa para que alcancemos o êxito de nos aproximar-nos do Pai e do Filho:

PELA FÉ
"Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam."  (Hebreus 11 : 6)

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."  (João 3 : 16)

NÃO PELO MATERIALISMO
"Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens."  (I Coríntios 15 : 19)

"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas."  (Mateus 6 : 33)

TEM QUE SER LIMPO DE MÃOS, PURO (LIMPO) DE CORAÇÃO, NEM VAIDOSO
Quem vai aproximar-se Dele para estar no seu santo monte:

"Aquele" que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente."  (Salmos 24 : 4)

"Aquele" que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração.

"Aquele" que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo;

A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao SENHOR; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda.

"Aquele" que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado. (Salmos 15: 2-5)

"O que anda em justiça, e o que fala com retidão; o que rejeita o ganho da opressão, o que sacode das suas mãos todo o presente; o que tapa os seus ouvidos para não ouvir falar de derramamento de sangue e fecha os seus olhos para não ver o mal". (Isaías 33:15)

O SEPARADO DO MUNDO
Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?

E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel?

E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.

Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei;

E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso. (II Coríntios 6:14-18)

Considerando que não podemos estarmos assentados a roda dos escarnecedores e nem ouvir conselho dos ímpios. (Salmos 1)

TEM QUE SER SANTO EM TODA A MANEIRA DE VIVER

"Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;"  (I Pedro 1 : 15)

PORQUE: "Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo."  (I Pedro 1 : 16)

SANTIFICADOS EM TUDO E EM TODO ESPÍRITO, ALMA E CORPO
"E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso SENHOR Jesus Cristo."  (I Tessalonicenses 5 : 23)

Porquanto,a purificação e consequentemente a santificação para nos aproximarmos e estarmos com Deus, está na limpeza do coração, pois é nele que reside todas as nossas imperfeições:

"Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;"  (Mateus 5 : 8)

PORQUE:
"Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?"  (Jeremias 17 : 9)

Por tudo isso que lemos, meditamos e ouvimos que as coisas estão arraigadas no coração. É que ele é que tem que sofrer uma limpeza geral e irrestrita, porque, ás fontes para vida eterna procedem dele:

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida."  (Provérbios 4 : 23)

Se quisermos louvarmos ao Senhor mesmo que desconhecidos, temos que ser mansos e humildes de coração para galgarmos a escada da aproximação co Ele.

Temos que ser separados do mundo, muito embora nela viva; no entanto tem que ter a paz com todos:

"Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;"  (Hebreus 12 : 14)

RESUMINDO:
Se nego-me a mim mesmo e tomo a minha cruz para segui-lo faço tudo aquilo que já foi Escrito, pois passo a olhar somente para o Senhor Jesus Cristo, que é o autor e consumador de nossa fé.

"E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me."  (Marcos 8 : 34)

Em meio a nossa caminhada podemos tirar o foco do Senhor Jesus Cristo e cairmos, mas se confessarmos e nos arrependermos e deixarmos, ELE é misericordioso para nos perdoar.

Porquanto, ordenará anjos ao nosso respeito para que o maligno não nos toque em toda a nossa caminhada rumo ao encontro com Ele nas mansões celestiais.

Conquanto, é em conjunto com todas estas coisas, que só com jejum e oração obtemos a tão sonhada aproximação com o nosso Pai e com o Senhor Jesus Cristo.



terça-feira, 1 de abril de 2014

A MENSAGEM DA CRUZ

Nos outdoor's do mundo e nos anais da vida, constam histórias que nos enternecem, contrista-nos e arrebata-nos. Histórias de vidas que dedicaram-se de corpo e alma às suas carreiras, amores e causas.

Viveram, sofreram, amaram, e até foram felizes na vitória em seus ideais, mas um dia partiram desta terra deixando como rastro registrado na história, a sua galhardia, força de vontade e de persistência ao alvo buscado.

Muitas delas escreveram os seus nomes no livro dos tempos, com tinta de sangue, suor e lágrimas.

No entanto, suas histórias na vida terminaram em uma lápide fria, em um campo chamado de santo, em uma cidade qualquer nas redondezas da terra.

Conquanto, nenhuma delas deu a vida para que a humanidade dela se usufruísse como tábua de salvação e passaporte para a vida eterna. Nenhuma delas por conta própria pode passar do além túmulo, mas aguardam o juízo divino segundo a sua fé e obras.

Suas mensagens em vida por mais belas que fossem, não podem trazer-nos o perdão, a libertação, a cura, o batismo com o Espírito Santo, o refrigério e a salvação.

Só o Senhor Jesus Cristo pode ter todos estes atributos vividos e consolidados, e com registro fidedigno no Santo Livro da história.

A MENSAGEM DA CRUZ
Tudo na vida tem que ter um começo para chegar-se a um fim. Os propósitos precisam serem bem definidos, claros e concisos.

Quantas vezes não ouvimos falar da mensagem da cruz em hinos, versos e prosas? - No entanto, nunca nos dedicamos a adentrarmos aos mistérios nela contidos.

Qual seria a verdade na mensagem da cruz, da sua missão e do seu fim é algo que ainda paira no desconhecido de muitas almas.

Todos nós vagávamos perdidos e sem salvação, pois desde o Éden devido ao pecado da desobediência não há um justo sequer; porquanto, estávamos afastados do Pai e sem comunhão.

O salário do pecado é a morte, mas o dom de vida nos proporcionado pelo perdão divino através do Filho amado, que nos é por propiciação para a vida eterna.

Sem a remissão por sangue (vida) dos nossos pecados para que alcançássemos o devido perdão, jamais teríamos o êxito de alcançar a tão sonhada salvação.

PORQUANTO, na verdade A MENSAGEM DA CRUZ está arraigada no PERDÃO DAS NOSSAS DÍVIDAS, onde POR AMOR A NÓS, o PAI deu o seu Filho amado para morrer na CRUZ DO CALVÁRIO para remissão da dívida a qual não tinha redentor; pois, o salário do pecado é a morte

A figura da cruz nos mostra na verticalidade de sua trave, o Perdão Divino dado de cima para baixo  a todo aquele que estiver aos pés da cruz, crendo no Filho amado. Conquanto, da cabeça aos pés o Senhor Jesus Cristo nos foi dado por salvação. Por isso é chamado de redentor, e consequentemente nosso salvador.

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna". (João 3:16)

Antes de morrer na cruz do Calvário ELE DEU O BRADO COM O PEDIDO DE PERDÃO:

"Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem".(...) Lucas 23:34

Aquele pedido de perdão não restringia-se somente ao momento de então, mas ecoaria no tempo e chegaria a todas às demais gerações.

Para ratificar o que até então está sendo descrito, vemos a consolidação no Escriturado Bíblico:

"Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos.

E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas,

Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz".


Colossenses 2:12-14

Na horizontalidade da cruz representada pelo patíbuloo Senhor Jesus Cristo foi pregado de braços abertos chamando a todos no abraço do perdão.

Assim como morreu para perdoar os nossos pecados, da mesma maneira nós para perdoar a nosso irmão. Do mesmo modo que está no Evangelho de João 3:16 a verticalidade do amor divino, assim está em I João 3:16 está a horizontalidade do amor do cristão:

"Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e nós devemos dar a vida pelos irmãos".

PORQUE:

Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?

E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.


1 João 4:20-21

Por amor o perdão Divino desceu através do nosso Senhor e redentor Jesus Cristo de forma vertical, cabe a nós distribuí-lo a nosso irmão para todos os lados na maneira horizontal.

E o escriba lhe disse: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus, e que não há outro além dele;

E que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios.


Marcos 12:32-33

A cruz era instrumento de vitupério e de maldição, onde os povos antigos puniam com a morte os transgressores na sua nação. A cruz era como uma faca, uma espada, uma pistola, um instrumento qualquer de tortura e morte aos inimigos de então.

"Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro";


Gálatas 3:13

Como exemplo poderíamos citar sobre que alguém tivesse através de uma faca torturado e matado um querido irmão nosso; e nós tivéssemos colocado aquela faca, um instrumento de tortura pendurada na parede como símbolo da morte de nosso irmão.


A cruz é um emblema de vergonha e dor.

A MENSAGEM DA CRUZ não está no madeiro, mas no Senhor Jesus Cristo que fez-se pecado, morrendo na cruz para nos dar o perdão para a salvação.

A Mensagem da Cruz está no negar-nos a nós mesmos tomando o exemplo dos fatos acontecidos nela para seguir a Cristo, perdoando por amor ao nosso irmão. 

A mensagem da cruz está na humildade, na sinceridade e na bondade, para usufruímos da Graça Divina em sua totalidade.



Amém.